A esperança que vem da Rússia; Brasil pode comprar vacina Sputinik

Governo negocia a aquisição de 30 milhões de doses das vacinas contra a Covid-19 Sputinik V e Covaxin, da Índia



O Ministério da Saúde informou nesta quarta-feira (3) que negocia a aquisição de 30 milhões de doses das vacinas contra a Covid-19 Sputinik V e Covaxin. O acordo pode ser fechado na próxima sexta-feira, em reunião com representantes do instituto russo Gamaleya, fabricante Sputinik V, e do laboratório indiano Bharat Biotech, fornecedor do imunizante Covaxin. Caso a negociação avance, o Brasil poderá receber 8 milhões doses da Covaxin, em fevereiro, e 12 milhões em março. O instituto russo poderá entregar 10 milhões de vacinas Sputnik até março.


De acordo com nota do ministério, a "decisão de avançar nas negociações ocorre após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizar o novo protocolo com simplificação do processo de concessão de uso emergencial e temporário de vacinas, dispensando a realização de estudos clínicos de fase 3 no país."


A Anvisa mudou as regras para autorizar o uso de vacinas contra a covid-19 no Brasil. Os desenvolvedores não precisam mais realizar testes em massa no país (a fase 3 dos estudos) antes de pedir aval da agência para uso emergencial. O gerente-geral de medicamentos e produtos biológicos da Anvisa, Gustavo Mendes Lima, explicou que, no caso de vacinas que não serão testadas em massa no Brasil, a agência exige que os responsáveis acompanhem os participantes em pelo menos um ano. Os desenvolvedores também devem fornecer dados integrais dos estudos conduzidos no exterior, explicou.


A compra da vacina da Biontech, com entrega possível em fevereiro, ajudaria o Programa Nacional de Imunização. Atualmente, são poucas as vacinas disponíveis. O Brasil conta apenas com as 6 milhões de doses da Coronavac importadas da China e já distribuídas, dois milhões de doses da Oxford/AstraZeneca, que também estão sendo aplicadas. E mais 4,8 milhões de doses da Coronavac envasadas pelo Butantan. Não há previsão de chegada de novas vacinas, apesar da promessa de entrega de 10 milhões de doses, nos próximos dias, pelo programa Internacional Covax.

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.