Abel terá protocolo para volta às aulas após pandemia em Niterói

Colégio de Icaraí dá aulas remotas e realiza eventos on-line para professores e pais



Com 2.700 alunos e 65 anos de história em Niterói, o colégio La Salle Abel criou uma comissão para planejar a retomada das aulas presenciais, embora ninguém saiba ainda quando isso será possível. Desde março, com o decreto do governo do estado que suspendeu as aulas presenciais por causa da pandemia de Covid-19, estudantes, professores e pais estão se adaptando à nova realidade. O supervisor educacional do Abel, Antônio Pina, diz que o colégio prepara um protocolo para a volta às aulas, quando isso for possível.

- Neste período tão diferente para todos nós, não poderíamos deixar de lidar com o mesmo rigor nos processos, através da criação de uma comissão composta por membros de setores pedagógicos e administrativos, especialistas nas áreas de pesquisa e infectologia, visando à criação de um protocolo próprio para a nossa unidade para retornar a aulas presenciais com toda segurança – diz Pina.

Segundo ele, a Rede La Salle criou, desde março, uma comissão para tratar de assuntos relacionados ao Covid-19:

- Desde então essa comissão vem orientando nosso trabalho e ação pedagógica.

Logo após o decreto que suspendeu as aulas presenciais por causa da pandemia de Covid-19, o Abel deu início ao que chama de Regime de Estudos Domiciliares, que começou com a indicação de um cronograma de atividades durante a primeira quinzena de paralisação. Em 30 de março, o colégio retomou o semestre letivo com o apoio da plataforma Google for Education, que já era utilizada no contexto escolar como suporte ao processo de ensino aprendizagem.

A plataforma tem diversas formas de acesso, sendo que as aulas ministradas on-line ficam armazenadas para que cada estudante possa consultá-las quantas vezes desejar e precisar, já que que as famílias estão em home office e nem sempre há a disponibilidade de computadores suficientes para todos estudarem/trabalharem ao mesmo tempo.

Para o La Salle Abel, o fato de as aulas serem gravadas e disponibilizadas tem dado aos estudantes a possibilidade de definirem o melhor horário para acessar aulas, tarefas e conteúdos disponíveis.

Professores, coordenadores e orientadores têm criado conteúdos para transmiti-los aos alunos virtualmente através do Google Meet, plataforma de videoconferência do Google.

Já os alunos do Ensino Médio estão realizando provas e simulados on-line em preparação para o Enem, além de participarem de palestras. No Café Filosófico, eles refletem sobre temas como “Coronavírus e a bioética”.


Além disso, os orientadores educacionais desenvolvem palestras motivacionais e de acolhimento. O colégio tem realizado eventos virtuais, que antes ocorriam de maneira presencial, como palestras de formação continuada. Educadores pedagógicos ou administrativos se reúnem remotamente para palestras de acolhimento, motivação e capacitação, que visam a melhorar a qualidade de vida em tempos de pandemia. Há também programas para as famílias, como o evento Escola de Pais, que será realizado com o palestrante Leo Fraiman, psicoterapeuta, mestre em psicologia educacional e escritor, que abordará o tema: “Como ser otimista em relação ao futuro?”