Alunas de Niterói criam medidor de temperatura via wi-fi

Atualizado: Fev 9

Projeto vencedor de prêmio estadual de ciências foca em inovação em saúde; estudantes são da Faetec, unidade Henrique Lage, no Barreto

Amanda Ares

Estudante Ana Beatriz com medidor criado com colegas da FAETEC. Foto: divulgação


Em plena pandemia de Covid, elas saíram do isolamento, mas por uma boa causa. Três alunas da Faetec de Niterói se movimentaram para participar de uma atividade educacional e ainda ajudar no combate à pandemia. Ana Beatriz Pimenta, de 17 anos, Millena Santos, 17, e Ana Clara Antunes, de 18, da Escola Técnica Estadual Henrique Lage, venceram a XIV FECTI, que é considerada a maior feira de ciências voltada para a Educação Básica do Estado do Rio de Janeiro.


As jovens cientistas criaram o Medidor de Temperatura via Wi-fi, capaz de identificar a febre e enviar a informação para um celular smartphone. A ideia veio da necessidade de se medir a temperatura constantemente, em casa se houver suspeita de contaminação e no comércio, por conta da Covid-19.


As meninas já haviam sido indicadas para participar da Feira Brasileira de Ciências e Engenharia, Criatividade e Inovação (Febrace), da Universidade de São Paulo (USP), que acontece em março. Além do medidor de temperatura wi-fi, elas vão se dedicar ao longo do ano a mais três projetos, também voltados para inovação em saúde, meio ambiente e tecnologia.