Alunos da rede pública terão "reforço" na volta às aulas em Niterói

Plano de retomada prevê ações sanitárias, distribuição de notebooks e aulas extras para recuperar perdas da pandemia


O Secretário de Educação Vinícius Wu anuncia o plano de retomada das aulas, em março. Foto: Berg Silva/Prefeitura


O plano da Secretaria Municipal de Educação para a retomada das aulas da rede municipal para o ano letivo de 2021, prevê, no melhor cenário, um ensino híbrido, com aulas presenciais e também aulas virtuais. Segundo Vinícius Wu, a longa paralisação das escolas ameaça comprometer o ensino. As perda ocorridas no período de "quarentena" serão compensadas com aulas de reforço.


O reforço escolar será realizado por alunos bolsistas sob orientação de professores. O reforço se dará pela plataforma com atividades remotas de apoio ao professor e acompanhamento dos alunos. Os alunos também terão acompanhamento da saúde mental com atendimento especializado realizado em parceria com a Secretaria de Saúde.


A cultura também estará presente nas atividades desenvolvidas com os estudantes nas atividades de acolhimento, ambientação, programação nas escolas e no fortalecimento do Programa Aprendiz. Além disso, há uma recomendação no plano para utilização dos espaços ao ar livre para desenvolvimento de atividades.


O plano prevê o uso da plataforma de ensino online - ConectEdu (plataforma única); capacitação dos professores; o aproveitamento do Portal Educacional, que terá videoaulas produzidas por professores e pelo Canal Futura, em parceria, com a criação de um estúdio da Secretaria e apoio aos professores; cadernos de aprendizagens (material impresso produzido pelos profissionais da rede); e estudos tutorados via planos semanais e solução de dúvidas via chat disponível no Portal Educacional com o apoio de bolsistas do Programa de Aprendizagem Intensiva, entre outras ações.


– Está prevista ainda a capacitação dos professores para uso do ambiente virtual em rede, formação também para as aulas on-line, reuniões com responsáveis e alunos para conscientização quanto ao uso dos equipamentos, distribuição de equipamentos de informática com conectividade para os alunos, orientação aos profissionais quanto aos protocolos da vigilância sanitária, saúde, prevenção e acolhimento, formação também dos responsáveis sobre as questões sanitárias, de saúde e prevenção para o início das aulas letivas presenciais.


Para os alunos das turmas do ensino fundamental e Educação de Jovens e Adultos (EJA) serão distribuídos tablets e notebooks em um processo escalonado e planejado, garantindo a inclusão digital.