Ambulantes voltarão às ruas no fim do mês, em Niterói

Prefeitura confirma datas e regras para reabertura de bares e academias


Por Carolina Ribeiro


Academias estão liberadas a partir de segunda-feira. Piscinas e aulas coletivas somente no início de agosto


O prefeito Rodrigo Neves confirmou a reabertura de bares e academias para a próxima segunda-feira (20), conforme já havia sido publicado em Diário Oficial. A medida foi autorizada porque a cidade manteve a redução de transmissão do Covid-19, assim como o número de casos ativos: são 194 doentes em isolamento domiciliar e 89 pessoas hospitalizadas. Niterói também atingiu o número de 7.132 recuperados. Devido a esses dados, a prefeitura decidiu também que os ambulantes regularizados poderão voltar a trabalhar a partir do dia 27. Já piscinas e aulas coletivas de academias serão liberadas somente no início de agosto.


- Mantendo os indicadores em redução, como a taxa de ocupação de leitos e taxa de transmissão, e o aumento de taxa de recuperados, estamos evoluindo muito rapidamente para o amarelo nível 1. Acredito que nos próximos dias poderemos chegar [no próximo estágio] se continuarmos dessa forma - defendeu o prefeito, completando que a expectativa é que até o fim de julho, a cidade avance de estágio.


Academias estão autorizadas a funcionar de segunda a sexta entre 6h e 21h e aos sábados de 7h às 14h. A taxa de ocupação deve ser de uma pessoa por 8 metros quadrados e o distanciamento entre os usuários de dois metros. Cartazes que alertam sobre a ocupação dos espaços e os cuidados necessários devem ser fixados nas unidades.


- Na entrada é fundamental os tapetes sanitizantes para higienização das solas dos calçados, assim como a higienização das mãos e medição de temperatura. Sempre que trocar de equipamento, o aparelho para onde vai deve ser higienizado com álcool e papel toalha que deve estar próximo ao equipamento - informou a subsecretária municipal de Saúde, Camilla Franco.


Chuveiros de vestiários não estão liberados até o início de agosto e depois será prioridade daqueles que utilizarem a piscina. Nesta segunda etapa das academias, a partir do início de agosto, serão liberadas aulas coletivas com 30% de ocupação e as piscinas. Todos os protocolos serão publicados na sexta no Diário Oficial.


Bares


Já os bares devem seguir, basicamente, as mesmas regras do que os restaurantes já autorizados a reabrir. O protocolo, que foi publicado no último sábado (11), prevê a proibição de mesas sem cadeira, isto é, o consumo em pé, para evitar a aglomeração; o uso de máscara obrigatório, assim como medição da temperatura e os tapetes sanitizantes. O horário de funcionamento também é de 11h às 23h.


Mesas devem ser higienizadas sempre na troca de clientes, assim como os utensílios como talheres e guardanapos que devem ser disponibilizados após a ocupação da mesa. É recomendado que os estabelecimentos já reabertos tenham um agente responsável por organizar filas e oferecer higienizantes para os clientes.


O prefeito alerta ainda que fiscalizações serão realizadas para checar o cumprimento das regras. Na primeira semana serão visitas educativas, mas após, os estabelecimentos podem sofrer advertências.


Ambulantes


Um dos últimos setores de vendas a serem liberados, os ambulantes regularizados já tem data para voltar ao trabalho: 27 de julho. De acordo com o prefeito Rodrigo Neves, são cerca de 1000 trabalhadores. Para tentar garantir a saúde deles e do restante da população, será realizado um grande treinamento online na próxima quarta-feira (15).


- Nossa preocupação era manter essas pessoas protegidas - disse Neves, completando que a orientação dos trabalhadores é importante para manter também a redução do vírus na cidade.


Escolas e universidades, praças, espaços como teatro e cinema permanecem fechados. Praias estão liberadas apenas para atividades físicas.


Rodrigo Neves também lembrou que Niterói é umas das cidades que mais testa a população para o Covid-19. Até o momento já foram 60 mil testes realizados. De acordo com o prefeito, a proporção é de mais de um teste para cada 10 habitantes, taxa superior à de cidades desenvolvidas como Itália, Portugal e Espanha.


- O teste permite que a prefeitura faça o telemonitoramento através de uma central que acompanha os doentes em isolamento domiciliar. Temos a menor taxa de letalidade da Região Metropolitana, com 3,5%, nos aproximando também da taxa de letalidade das cidades de países desenvolvidos com maior êxito no combate ao vírus - sentenciou.



728x90.gif

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.