Antônio Pedro vai receber R$ 3,9 milhões para compra de medicamentos e material

Direção diz que repasse é fundamental para manter hospitais universitários


Hospital Universitário Antônio Pedro (HUAP), no Centro. Foto: Divulgação


O Hospital Universitário Antônio Pedro (Huap) será contemplado com um repasse de R$ 3,9 milhões para aquisição de medicamentos, insumos e material médico-hospitalar. O valor é do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), uma ação da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), que administra a unidade. O hospital atua na linha de frente contra a Covid no município também.

O Superintendente do Huap, Tarcisio Rivello, explica que este repasse é fundamental para manter os hospitais universitários, que sofrem com falta de verbas e diminuição de recursos.

- O Rehuf foi criado com a finalidade de reestruturação, como compras de equipamentos e obras pré-estabelecidas. Mas, ao longo do tempo, os custos dos hospitais aumentaram e o financiamento de contratualização do SUS não acompanhou esse crescimento. Então, foi necessário e imprescindível que parte dessa verba fosse também destinada para custeio. Hoje, na faixa de 20 a 30% do valor total são utilizados para esse fim - ressalta.

A liberação dos valores será de responsabilidade dos Ministérios da Educação (MEC) e da Saúde (MS) e a verba deve ser utilizada de acordo com os contratos e objetivos de cada hospital. No caso do Huap, a Ebserh informou que já havia a previsão de receber a verba e que a unidade já tinha sido programada a sua utilização, mas as ações não foram detalhadas.

- A liberação desses recursos é essencial para a rotina diária do hospital, com impactos no ensino, na pesquisa e na assistência. O hospital consegue se planejar e atuar com eficiência, o que gera economia de recursos públicos, evita desabastecimento e dá mais tranquilidade para a unidade hospitalar - finaliza o vice-presidente da Ebserh, Eduardo Vieira.