Axel Grael assume Prefeitura de Niterói com desafio da vacinação

Atualizado: Jan 2

Novo governo tomou foi empossado na Câmara Municipal e terá 40 cargos no gabinete para atender aliança de 15 partidos


Axel Grael discursa na Câmara Municipal depois de assinar a posse como Prefeito. Foto: Luciana Carneiro/Prefeitura


O novo Prefeito de Niterói, Axel Grael (PDT), assumiu o cargo e fez o juramento na Câmara Municipal para conduzir a cidade num dos momentos mais difíceis da história: terá que adotar medidas para conter o avanço da Covid, organizar uma inédita campanha de vacinação da população e promover a retomada da economia. O tamanho da emergência pode ser avaliado pela primeira medida de governo: prorrogar o programa de renda básica até o controle da epidemia.


Axel Grael terá um orçamento de R$ 3,5 bilhões neste ano, de acordo com lei orçamentária aprovada dia 30 de dezembro - arrecadação proveniente dos impostos municipais, especialmente IPTU e ISS, repasses do ICMs e royalties do petróleo, uma que raras cidades do porte de Niterói conseguem alcançar, no Brasil. O dinheiro disponível para a gestão, no entanto, é menor: R$ 2,093 bilhões, uma vez que R$ 1,414 bilhão, 33% do total, estão reservados para despesas de seguridade social. Na campanha, o Prefeito estabeleceu como prioridade o combate à Covid e a retomada da economia.


A cerimônia de posse do Prefeito e dos novos vereadores eleitos lotou a Câmara Municipal, apesar dos protocolos de distanciamento. O evento começou com a posse dos veredores eleitos.


São 21 cadeiras. Apenas oito são nomes que estreiam na casa nesta legislatura. Os outros 13 foram reeleitos. Uma taxa de renovação de 38%. O que não muda é a bancada de sustentação do governo, que conta com 15 partidos e tem cerca de 80% dos votos do plenário. O PDT de Axel Grael tem quatro vereadores, o PSOL, três, o Cidadania, dois. Os demais partidos têm um representante apenas.


Desta forma, o vereador Milton Cal, do PP, foi escolhido para presidir a casa. Ele assumiu essa posição depois que o vereador Paulo Bagueira se licenciou para disputar a eleição como candidato a vice de Grael, cargo em que tomou posse também nesta sexta-feira. Bagueira presidiu a Câmara desde o mandato de Jorge Roberto Silveira, por seis legislaturas.


O Vereador Milton Cal, PP, vai comandar a Câmara: coligação do Prefeito Axel Grael terá mais de 80% dos votos. Foto: Luciana Carneiro/ Prefeitura

A posse no novo governo durou menos de uma hora. Mais exatamente, 48 minutos. Axel Grael estava acompanhado da esposa, Christa. Depois de empossado, foram 28 minutos de discurso. Gastou cinco minutos para falar de sua trajetória e agradecer os apoios recebidos. E mais de 15 minutos para listar as realizações do governo de Rodrigo Neves, do qual participou desde o primeiro momento, como vice e como secretário, e que garantiu o voto de 62% dos eleitores da cidade, em primeiro turno.


- Eu digo para vocês, que eu sempre trabalhei muito, mas com o Rodrigo,

nunca trabalhei tanto. Pegamos a Prefeitura endividada e saneamos as

contas. Recebi a incumbência de Rodrigo para captar recursos para a

cidade e trouxemos mais de R$ 1,2 bilhões, quase o orçamento total do

primeiro ano da nossa gestão - destacou.


Axel Grael reservou apenas os cinco minutos finais para falar dos projetos de governo, repetindo propostas de campanha, como investir para tornar Niterói uma cidade inteligente, as obras da orla de Piratininga, o programa de educação em tempo integral, ações de saneamento, o projeto do Porto e programas para a retomada da atividade econômica, como o novo Mercado Municipal, a reurbanização do Fonseca e a revitalização do Centro da Cidade.


Mas foi muito breve ao falar do maior desafio que terá pela frente, o controle da Covid, que atingiu novo pico na cidade no final de novembro e exigiu a abertura de novos leitos na rede privada. Falou da prorrogação do benefício da renda básica. E que a vacina foi contratada pela Prefeitura ao Instituto Butantã, que vai produzir a Coronavac, de origem chinesa. Ao final, desejou paz e muita saúde para todos em 2021.


O histórico do Prefeito


Na cerimônia de posse, Axel Grael relembrou a chegada do avô a Niterói, Preben Schmidt, em 1924, o começo da família no Brasil. Disse que o avô gostava de praticar hipismo na Europa, mas a proximidade do mar, em São Francisco, fez com que se apaixonasse pela vela. Começou ali a relação da família com o mar - e já são oito medalhas olímpicas, como lembrou o Prefeito: cinco de Torben, duas de Lars e uma da sobrinha Martina.


- Agora a família tem oito medalhas e um Prefeito - brincou.


Axel Schmidt Grael, 62, é engenheiro florestal, gestor público e ambientalista. Nasceu em São Paulo devido às mudanças constantes da família em função da carreira militar do pai. É filho de Ingrid Schmidt e do coronel Dickson Melges Grael e irmão dos medalhistas olímpicos Torben Grael e Lars Grael. Casado com Christa Vogel Grael.


Na década de 1970 iniciou suas atividades como ambientalista com a criação do Movimento de Resistência Ecológica (MORE), organização pioneira do movimento no Rio e em Niterói. Liderou iniciativas em defesa da Baía de Guanabara e na campanha que resultou na criação do Parque Estadual da Serra da Tiririca.


Em 1991, foi nomeado para a sua primeira experiência governamental, como presidente do IEF - Instituto Estadual de Florestas. Depois disso, presidiu também a FEEMA – Fundação Estadual de Engenharia do Meio Ambiente em duas gestões (1999-2000 e 2007-2008) e foi Subsecretário de Meio Ambiente do Estado do Rio de Janeiro. É funcionário público de carreira, aprovado em Concurso Público para engenheiro florestal da Prefeitura do Rio de Janeiro.


De 2013 a junho de 2020, atuou na Prefeitura de Niterói como vice-prefeito (2013 a 2016), secretário Executivo e secretário municipal de Planejamento, participando ativamente, ao lado do prefeito Rodrigo Neves, da captação de recursos, elaboração de projetos e implantação de ações nas diferentes áreas de atuação do Município.

No terceiro setor, destaque para sua atuação no Projeto Grael, fundado em 1998. Desde então, mais de 17 mil jovens e crianças da rede pública de ensino tiveram iniciação esportiva por meio da vela e foram preparados para o mercado de trabalho.