Axel Grael: prioridade para Saúde e retomada da economia

Candidato do PDT, herdeiro político de Rodrigo Neves, aposta no desenvolvimento sustentável e na atenção social


Axel Grael, no Parque da Cidade, sede da área de proteção que ajudou a criar

A ligação da família com o mar é bem conhecida na cidade. Os Grael são velejadores, do avô Preben, passando pelos tios, aos irmãos Torben e Lars, medalhistas Olímpicos. E a Baía de Guanabara faz parte da formação do ambientalista. A sua entrada na vida profissional e política começa com a participação em movimentos de defesa da baía e da Mata Atlântica, ainda nos anos 70. A militância ambiental se tornou política e Axel atua na gestão pública desde os anos 90. Em Niterói, foi secretário de Planejamento e vice-prefeito. Agora, é o candidato do Prefeito Rodrigo Neves, à Prefeitura, pelo PDT.

Axel Schmidt Grael, 62, é engenheiro florestal, formado nos anos 80 pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro - UFRJ. É funcionário público de carreira, aprovado em Concurso Público para engenheiro florestal da Prefeitura do Rio de Janeiro.


Nasceu em São Paulo, em função das mudanças constantes de endereço, decorrentes da carreira militar do pai. Mas possui raízes em Niterói desde a chegada do avô, Preben Schmidt, em 1924, vindo da Dinamarca. Casado com Christa Vogel Grael, é filho de Ingrid Schmidt e do coronel Dickson Melges Grael.


Axel Grael iniciou suas atividades como ambientalista ainda nos anos 70, com a criação do Movimento de Resistência Ecológica (MORE), organização pioneira do movimento no Rio e em Niterói. Liderou iniciativas em defesa da Baía de Guanabara e na campanha que resultou na criação do Parque Estadual da Serra da Tiririca. Em 1991, foi nomeado para a sua primeira experiência governamental, como presidente do IEF - Instituto Estadual de Florestas. Depois disso, presidiu também a FEEMA – Fundação Estadual de Engenharia do Meio Ambiente, em duas gestões, e foi Subsecretário de Meio Ambiente do Estado do Rio de Janeiro. De 2013 a junho de 2020, atuou na Prefeitura de Niterói como vice-prefeito (2013 a 2016), secretário Executivo e secretário municipal de Planejamento, participando ativamente, ao lado do prefeito Rodrigo Neves, da captação de recursos, elaboração de projetos e implantação de ações nas diferentes áreas de atuação do Município.


Além da atuação na gestão pública, Axel Grael toca, ao lado dos irmãos, o Projeto Grael, baseado em Jurujuba, que educa e prepara crianças para atividades profissionais, ligadas ao mar. O projeto foi criado em 1998 e desde então, mais de 20 mil jovens e crianças da rede pública de ensino tiveram iniciação esportiva por meio da vela, foram preparados para o mercado de trabalho e desenvolveram projetos ambientais na Baía de Guanabara.

A Seguir Niterói: Por que o senhor quer ser Prefeito de Niterói? O que, por sua formação, pode fazer pela cidade?

Axel Grael: Fui vice-prefeito, secretário Executivo e de Planejamento e estive ao lado do Prefeito Rodrigo Neves, que tirou do papel o túnel Charitas-Cafubá, construiu 25 escolas, reabriu o Getulinho, fez mais de 100 obras de contenção de encostas. Sou engenheiro florestal e tenho em meu currículo uma série de cargos públicos e privados. Sempre me dediquei muito e conquistei importantes resultados, mas nunca tive a oportunidade de realizar tanto quanto nos últimos oito anos. Sou o candidato que representa a continuidade da atual gestão, hoje com 85% de aprovação popular. Quero ser prefeito de uma cidade que avançou muito, mas precisa continuar seguindo em frente. Estou preparado para conduzir Niterói a mais um ciclo de desenvolvimento, inovação, sustentabilidade e justiça social.

Qual seu principal projeto? Que marca gostaria de deixar para a cidade?

Todas as iniciativas dos últimos anos para manter os cofres públicos, a transparência e racionalização de gastos, além das obras estruturantes em diferentes setores, dão hoje a Niterói condições de sair na frente. Mas não somos uma ilha e sentiremos os reflexos da crise mundial provocada pela pandemia do novo coronavírus. Mais do que nunca, será necessário um olhar especial para as parcelas mais frágeis da população. A saúde dos niteroienses e a retomada da economia serão prioridade, junto à qualidade dos serviços. Também será importante manter o ritmo de contratações de obras da Prefeitura, através do programa de melhorias habitacionais para geração de renda e promoção da qualidade de vida nas comunidades.

Qual seu lugar favorito em Niterói? A melhor expressão da cidade ou o seu refúgio?

O Parque da Cidade tem espaço especial em meu coração, porque é a sede do Parque Municipal de Niterói (Parnit), que ajudei a criar em 2014. O decreto do Niterói Mais Verde, do qual o Parnit faz parte, protege mais de 50% das áreas verdes em todas as regiões da nossa cidade.

Quem estará no governo com o senhor? O assessor, o colaborador mais próximo, a pessoa de confiança, o primeiro secretário que vai nomear?


Desde 2013, o governo é feito por pessoas com características técnicas, que levaram Niterói a um caminho de reconhecimento. Nos próximos anos, manterei o padrão de ocupar os cargos com pessoas comprometidas e qualificadas.



© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.