Axel Grael se reúne com Butantan e diz que Niterói terá vacina em janeiro

Cidades da Região Metropolitana, porém, não devem ser autorizadas a imunizar a população antes da data estabelecida pelo Ministério da Saúde


Por Livia Figueiredo


O prefeito Axel Grael declarou na tarde desta sexta-feira (8), em uma rede social, que a cidade de Niterói está pronta para começar a vacinação ainda este mês. Em dezembro, o ex-prefeito Rodrigo Neves já tinha assinado memorando de intenções para a compra da vacina Coronavac no Instituto Butantan. De acordo com o memorando, o município receberia 1,1 milhão de doses da vacina Coronavac, remessa destinada para imunizar toda a população em duas doses, assim que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) atestasse a eficácia da vacina.


O ex-prefeito Rodrigo Neves também se manifestou em uma rede social mais cedo nesta sexta-feira. Segundo ele, agora o Brasil apresenta uma perspectiva real de imunização da população, com o resultado da eficácia da vacina Coronavac, do Instituto Butantan imunizando 100% para casos graves e moderados e 78% para casos leves de COVID-19 e o seu pedido de registro na Anvisa feito nesta sexta (8).


- Conversamos hoje com a diretoria do Instituto Butantan e o Prefeito Axel Grael informou que a cidade está pronta para começar a vacinação, com sua rede consolidada há anos de unidades básicas de saúde e médicos de família – afirma Rodrigo.


O ex-prefeito ainda ressalta que a compra integral das vacinas do Instituto Butantan pelo Ministério da Saúde é uma conquista do SUS. Mas diz que é fundamental que o Plano Nacional de Imunização seja colocado em prática pelo Governo Federal, Estados e Municípios ainda em janeiro, pois a demora significaria perder ainda mais vidas.


Apesar de uma medida provisória assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, que dá liberdade para as cidades adquirirem a vacina contra a Covid-19 sem licitação e antes da autorização da Anvisa, a aplicação deve seguir o Plano Nacional de Imunização (PNI).


Sendo assim, Niterói teria segurança jurídica para que os termos de cooperação assinados com o Instituto Butantan se tornem contratos, ou seja, que a compra seja efetivamente realizada. No entanto, as cidades da Região Metropolitana não podem começar a imunizar a população antes da data estabelecida pelo Ministério da Saúde.


Nesta quinta-feira (7), o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que o PNI pode começar a vacinar contra Covid no dia 20 de janeiro. O ministro anunciou ainda a assinatura de um contrato com o Instituto Butantan para o fornecimento, pelo instituto, de 100 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 ao Ministério da Saúde. Desse total, 46 milhões vão ser oferecidas até abril e outras 54 milhões de doses até o fim do ano.

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.