Brasil chega a 500 mil mortos por Covid: é como se Niterói tivesse sido dizimada

Triste marca foi atingida no começo da tarde deste sábado, com 459 dias de pandemia em curso no país

Manifestantes fizeram ato contra o governo Bolsonaro. Pedro Rocha


O Brasil atingiu neste sábado, 19 de junho de 2021, a triste marca de 500 mil mortos pela Covid. De acordo com balanço do consórcio dos veículos de imprensa e dados das secretarias de Saúde, o país contabilizou, até a tarde deste sábado, 500.022 óbitos, número que se compara à população de uma cidade de médio porte, como Niterói, que tem 515 mil pessoas, de acordo com o IBGE.


No dia marcado pela 500 mil mortes, milhares de pessoas foram às ruas do Brasil pedir mais vacinas e declarar oposição ao governo Bolsonaro. Os protestos ocorreram em 19 estados e no Distrito Federal. No Rio, os manifestantes se reuniram na Avenida Presidente Vargas, no Centro da cidade.


Leia mais: São Gonçalo tem primeiro caso confirmado de nova variante do coronavírus


Em 459 dias de pandemia, o Brasil tem a média geral de mais de 1 mil mortos por dia. Mas em abril deste ano, quando o país viveu a última onda da doença, a média diária de óbitos passou de 3 mil.


A marca do meio milhão de mortos foi alcançada com dados informados por nove estados: Bahia, Ceará, Goiás, Minas Gerais, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, São Paulo e Tocantins. Os demais farão a atualização dos dados nas próximas horas.


Meio milhão de vidas perdidas


Em números absolutos, a tragédia da Covid no Brasil supera alguns dos mais traumáticos eventos da História do país e do mundo. Meio milhão de mortos pela pandemia equivalem a:


  • 181,8 Ataques às Torres Gêmeas, de Nova Iorque, que teve 2.750 vítimas

  • 1.551,9 Desastres de Brumadinho, com 270 mortos

  • 2.673,8 Incêndios no edifício Joelma, quando 187 pessoas morreram

  • 3,8 bombas de Hiroshima, com 130 mil mortos


O número de mortos pela Covid no Brasil também pode ser dimensionado se levarmos em conta a população de municípios brasileiros. Se todas as vítimas vivessem na mesma localidade, é como se o vírus tivesse varrido - ou quase - uma cidade de médio porte como:

  • Niterói (RJ): 515.317 habitantes

  • Belford Roxo (RJ): 513.118 habitantes

  • Macapá (AP): 512.902 habitantes

  • Campos dos Goytacazes (RJ): 511.168

  • Florianópolis (SC): 508.526

  • Vila Velha (ES): 501.325