Câmara de Niterói cobra recursos para UFF não fechar as portas

Crise financeira da universidade foi debatida pelos vereadores, que vão solicitar repasses ao Governo Federal

Prédio da reitoria da UFF, em Icaraí. Divulgação


A Câmara Municipal de Niterói vai pedir ao Governo Federal que repasse os recursos que ainda se encontram indisponíveis para a UFF, Universidade Federal Fluminense. A informação foi divulgada durante audiência pública para discutir a crise na UFF, que corre risco de ter as aulas suspensas devido ao corte de verbas enviadas pelo Governo Federal.


Leia mais: UFF pode ter de fechar as portas no 2º semestre por falta de recursos


Entre os temas debatidos durante o encontro foram a situação das contas da universidade, a diminuição gradual dos recursos e a dificuldade em manter os projetos tocados pela instituição de ensino. A presidente da ADUFF, Associação dos Docentes da UFF, Gelta Xavier, argumenta que além das questões operacionais, é preciso repensar questões relativas ao acolhimento dos estudantes, que muitas vezes não dispõem do básico para se manter.


O presidente da União Nacional do Estudantes, Iago Campos, ponderou que a paralisação das atividades acadêmicas pode piorar o quadro da pandemia no país.


Em nota, a UFF esclarece que o orçamento para o ano de 2021 teve um corte de aproximadamente 19% na Lei Orçamentária Anual aprovada pelo Congresso Nacional, algo em torno de 32 milhões de reais. Segundo o texto, na prática, o orçamento liberado atual é de 120,1 milhões de reais, o que representa 68,3% do montante de 2020. O atual orçamento só permite manter as despesas da universidade até o meio do ano.


A UFF não tem sido a única instituição a sofrer corte de recursos. Em entrevista recente, a reitora da UFRJ, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Denise Pires de Carvalho, argumentou que a redução de recursos coloca em risco atividades como a pesquisa de duas vacinas contra a covid-19 já em fase de testes pré-clínicos, testagem para o novo coronavírus, bolsas acadêmicas, insumos para pesquisas e pagamento de contas.