Campanha de Axel tem receita dez vezes maior que a dos adversários

Com 14 partidos aliados, candidato sozinho tem quase metade de todo o tempo na TV


Axel Grael, do PDT: mais partidos, mais dinheiro e mais tempo de TV


Candidato de uma frente que reúne 14 partidos e tem o apoio do Prefeito Rodrigo Neves, o pedetista Axel Grael tem, sozinho, quase metade do tempo da propaganda eleitoral na TV em cada um dos dois blocos diários de dez minutos. Segundo prestação de contas entregue à Justiça Eleitoral até esta sexta-feira (16), Axel foi também quem mais arrecadou recursos para a campanha até aqui, deixando os adversários muito para trás.


Leia mais: Saiba quem são os candidatos a prefeito de Niterói


Pelas declarações ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), o pedetista já arrecadou R$ 1.150.000,00, sendo R$ 1 milhão do PDT e R$ 150 mil do diretório municipal do PDT. Atrás dele, mas muito distante, está a candidata do Novo, Juliana Benício, que declarou ter recebido até agora R$ 139.575,30, sendo R$ 30 mil de João Amoedo, dirigente nacional do Novo, R$ 30 mil do diretório municipal do Novo, R$ 15.550,30 de financiamento coletivo e o restante de pessoas físicas.


Em seguida, em volume de arrecadação declarada até agora, aparece Flávio Serafini, o candidato do PSOL a Prefeito, com R$ 94.774,32. Deste total, R$ 84.774,32 saíram do diretório municipal do PSOL e o restante de doações de pessoas físicas.


Felipe Peixoto (PSD), de uma coligação de quatro partidos, declarou R$ 47.300,00, montante resultado de doações de pessoas físicas. Também só declarou até agora receita oriunda de pessoas físicas o candidato do PTC, Allan Lyra, representante do bolsonarismo nas eleições de Niterói, com R$ 4.540,00. Também de direita, do PSL, Deuler da Rocha ainda não apresentou declaração de arrecadação à Justiça Eleitoral.


Veja também: Candidatos a prefeito apresentam propostas para revitalizar o Centro


Os valores ainda são preliminares e os prazos para a prestação de contas dos candidatos ainda não venceram. Muitos deles já estão fazendo despesas como aluguel de comitês e contratação de pessoal para levantar bandeiras nas esquinas, com gastos desproporcionais à receita declaração ao TRE, mas isso não configura irregularidade. Os gastos ainda poderão ser declarados, inclusive mais receitas, dentro do prazo legal.


Pela divisão do horário eleitoral na TV, uma das maiores fontes de gastos dos candidatos, Axel Grael ficou com 4 minutos e 40 segundos de cada bloco de dez minutos. Os outros 5 minutos e 20 segundos restantes são divididos entre cinco candidatos. A divisão do tempo, prevista em lei, é proporcional ao tamanho das bancadas dos partidos que integram a coligação de cada candidato. Os adversários de Axel, portanto, dividem o restante do tempo: Felipe Peixoto (fica com 2m4s), Deuler da Rocha (1m15s), Allan Lyra (31s), Serafini (22s) e Juliana Benício (19s). No caso de Niterói, a propaganda é transmitida na Rede TV.

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.