CHN passa a fazer parte da rede Dasa de saúde

Fusão dos negócios do grupo cria ecossistema de atenção integrada da Saúde


CHN, em Niterói. Foto: Divulgação


O Complexo Hospitalar de Niterói (CHN) passa a fazer parte da rede Dasa de saúde integrada. A partir de agora, Dasa, Ímpar e GSC tornam-se uma só empresa. O sistema conta com 13 hospitais de referência e mais de 59 marcas entre medicina diagnóstica, São 900 unidades no país. O hospital de Niterói é o maior de todo o grupo.

O diretor-geral do CHN, dr. Marcus Vinicius Ribeiro de Souza Martins, sustenta que a mudança representa um novo momento para o hospital, que reforça seu posicionamento como referência em medicina de alta complexidade. Segundo ele, a partir de agora, passa a contar com um novo modelo de gestão que vai promove uma jornada integral de cuidado, por meio de um ecossistema de saúde mais sustentável, preventivo e preditivo.


- O resultado será uma experiência positiva para médicos e pacientes, e promovendo mais acesso à saúde - afirma o dr. Marcus Vinicius.

Dr. Marcus Vinícius, diretor geral do CHN. Foto: Divulgação


O novo modelo integrado de gestão assistencial está baseado em tecnologia e inteligência de dados e permite unificar o histórico de saúde dos pacientes. Na prática, uma pessoa que usar os serviços da rede de saúde integrada da Dasa terá seus dados consolidados e disponíveis em uma plataforma única de navegação inteligente.

O maior hospital do estado do Rio


Em termos de serviços, o CHN permanece o mesmo: o maior conglomerado de saúde do estado do Rio de Janeiro, com 42 mil metros quadrados e 364 leitos, distribuídos em cinco unidades que são referência em atendimento de alta complexidade e ambulatorial, com foco em transplante, medicina cardiovascular, oncologia, neurologia e cuidado materno-infantil. Segundo a rede Dasa, atualmente, o hospital está entre os dez melhores do Brasil e em 48º da América Latina, eleito pela revista AméricaEconomía Intelligence.


O Complexo Hospitalar de Niterói (CHN), foi inaugurado em 1991, como Hospital das Clínicas, e fazia parte do Grupo Amil. O hospital está focado em alta complexidade, com especialidades centrais nas áreas de cardiologia, oncologia, neurologia, cuidado materno-infantil e de transplantes em várias modalidades. Conta com 11 salas cirúrgicas, 110 leitos de UTI e pronto-socorro com capacidade para 20 mil atendimentos por mês. Tem o único heliponto hospitalar na região Norte-Leste Fluminense.

A rede Dasa


A Dasa se apresenta como "a maior rede de saúde integrada do país" e, atualmente, cuida da jornada de mais de 20 milhões de pessoas por ano. Integra medicina diagnóstica, hospitais de alta complexidade, genômica, oncologia, coordenação de cuidados, atenção primária e secundária, telemedicina e pronto atendimento. O grupo conta com 40 mil colaboradores.