Colégio Marília Mattoso é comprado por grupo educacional

Atualizado: Abr 1

Negociação consolida entrada da rede de educadores 'Grupo Inspira' no mercado do Rio

Por Livia Figueiredo

Colégio Marília Mattoso é adquirido pelo Grupo Inspira / Foto: Reprodução da Internet


O Colégio Marília Mattoso, dirigido pela terceira geração da família Mattoso, acaba de ser adquirido pela Inspira Rede de Educadores. Essa é a primeira aquisição da rede no mercado do Rio. Localizado em um único prédio no bairro de São Domingos, o Colégio, que conta com uma trajetória de 72 anos, possui em torno de 600 alunos da educação infantil ao ensino médio e é conhecido pelas turmas reduzidas e por uma metodologia de aprendizagem que envolve características conteudistas e contemporâneas.


- Uma das coisas que ao longo dos anos me chamou muita atenção é que eu era conhecida pelo nome ou pelo irmão que estudava em outra série. Os professores tinham essa referência pelo sobrenome. Foi lá que eu me apaixonei pela gramática. Eu tive professores incríveis que fizeram uma espécie de entrada na língua portuguesa, como eu ainda não havia tido, e essa experiência foi o que me motivou a fazer Letras e ser professora atualmente – conta Maria Clara Defanti, ex-aluna do Colégio.


Ela explica que, como a escola trabalha com um sistema de um número reduzido de turmas por série, é possível ter um contato bem próximo com os professores e tirar dúvidas após as aulas de uma forma mais particular. “A turma não era muito grande. Quando cheguei ao Ensino Médio era uma só. Eu tinha muito acesso aos professores. Tinha uma funcionária, a Beth, que ficava sempre transitando pelos corredores da escola e os alunos tinham muita intimidade com ela. É um colégio muito tradicional, muito sério, mas ao mesmo tempo tinha esse lado família que eu gostava bastante”, conta.


Bruna Duncan, outra ex-aluna do Colégio, diz que a sensação é bem próxima a estar em casa. Ela estudou na escola desde quando tinha quatro anos de idade e, de lá, foi direto para a universidade. "Como eu nunca estudei em outro colégio eu não sei exatamente como é estudar em uma escola em que as pessoas não te conhecem e você é só mais um número. Tinha muito carinho pelos professores e gostava da forma que eles ensinavam e como abordavam os assuntos", ressalta.


Compra do Marília Mattoso marca entrada do Grupo Inspira no mercado carioca


Essa é a 15ª aquisição do grupo Inspira desde o início do ano passado, em uma transação que marca sua entrada no mercado do Rio. O valor da transação não foi divulgado, mas a Inspira passa a deter 100% do Marília Mattoso. A família fundadora terá participação na holding. De acordo com o CEO da Inspira, André Aguiar, cujo filho estudou no Marília Mattoso, a parceria tem como objetivo impulsionar em diversos aspectos a escola com investimento ainda maior na tecnologia.


- Nossa intenção é agregar valor às metodologias já aplicadas pela instituição, entregando um modelo de gestão mais estruturado e inovador. A Inspira Rede de Educadores deu o primeiro passo com esta parceria com o Colégio Marília Mattoso e pretendemos continuar investindo em alianças com instituições cariocas que tenham sinergia com os nossos valores e missão para entregar educação de qualidade ao Estado do Rio de Janeiro – declarou.


A parceria se concretiza trazendo novidades para o colégio, sem deixar de lado o projeto pedagógico já existente. De acordo com o CEO, o momento é de avaliação do mercado nacional, mas o grupo planeja fazer uma expansão na Região Oceânica de Niterói. Para o diretor pedagógico do Marília Mattoso, Ricardo Neme, a parceria com a Inspira Rede de Educadores poderá gerar bons frutos. “O conhecimento tem importância incontestável para formar gerações aptas e capacitadas e, por isso, buscamos, acima de tudo, excelência na gestão de ensino”, diz o diretor.


Grupo Inspira chega a 14 estados


Com a compra do Marília Mattoso, a Inspira, que está no mercado há três anos, chega a 22 escolas, que têm juntas 62 unidades e 34 mil alunos em 14 estados. As principais operações estão em estados como Paraná, com as escolas Stella Maris (Curitiba) e Universitário (Londrina), e Pará (Physics, sua primeira aquisição). Com a entrada do fundo gerido pelo BTG Pactual, a rede iniciou expansão pelo Sudeste, entrando em São Paulo com duas escolas na capital, uma em Ribeirão Preto e quatro em Santos.