Coleta de esgoto de 12 bairros mostra presença de coronavírus em 11, pior resultado em três meses

Pesquisa é feita para estudos científicos, não é um indicador usado para expressar a gravidade da doença



O índice que mede a presença do coronavírus na rede de esgotos de Niterói atingiu na última semana o pior resultado em três meses. É o que revela o Painel da Covid divulgado pela Prefeitura no SIGeo, sistema de informações integradas. A coleta é feita para estudos científicos, não é um indicador usado para expressar a gravidade da doença, que se pode medir de forma mais direta pelo número de casos, ocupação dos leitos hospitalares e mortes. Mas indica a presença e circulação do vírus na cidade, como explica a Secretaria de Saúde. Em doze pontos de coleta, foi constatada a presença do vírus em onze.


Painel SIGeo da Covid. Prefeitura


A informação reforça o alerta dos integrantes do Comitê científico, formado por pesquisadores da UFF, UFRJ e Fiocruz, de que a doença ainda circula na cidade, apesar da estabilidade nos números de casos e mortes. Na última semana, a quadragésima semana epidemiológica do ano, Niterói registrou 456 novos casos da doença e 13 mortes - números que vem se repetindo, com pequenas variações, nas últimas seis semanas, conforme os dados divulgados diariamente pela Prefeitura e consolidados pelo A Seguir Niterói, segundo o padrão da OMS.


Número de casos por semanas epidemiológicas. Fonte: boletins diários da Prefeitura


Número de mortes por semanas epidemiológicas. Fonte: boletins diários da Prefeitura


O Prefeito Rodrigo Neves divulga em suas transmissões nas redes sociais - e a Assessoria de Comunicação divulga diariamente - os dados sobre a doença. Mas os números não são os mesmos que aparecem no site da própria Prefeitura, na planilha de monitoramento da Covid. A tabela, que serve de base para a avaliação do estágio que a cidade se encontra no combate à doença, se baseia em outros números. Quando o Prefeito fala em 92 pessoas internadas, o número que aparece no mapa usado pelos especialistas, soma quase 250, considerando-se internados em leitos e UTIs nos hospitais públicos e privados. Nesta semana, houve nova alteração na divulgação de informações, e o painel da SIGeo deixou de informar a ocupação dos leitos hospitalares, que subiu nas últimas semanas. Também não foram divulgados os gráficos que apresentam os casos da doença e óbitos por data de ocorrência e não poder data de notificação. A Secretaria de Saúde não explicou a decisão.


© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.