Com baixa umidade. Niterói registra 88 queimadas no ano

Equipes da Defesa Civil vistoriam áreas consideradas críticas e realizam ações de prevenção de incêndios

Defesa Civil Municipal vistoria comunidade. Foto: Prefeitura de Niterói


Sem chuvas, com altas temperaturas e alerta de baixa umidade relativa do ar, Niterói tem intensificado ações de combate a queimadas. Além de ter ampliado as rondas, a Defesa Civil Municipal tem pedido ajuda à sociedade para evitar ações que possam desencadear incêndios.


Nesta semana, o órgão percorreu localidades da cidade consideradas críticas, informando sobre os riscos dos incêndios. As equipes estiveram na comunidade Peixe Galo, em Jurujuba, e no Boa Vista, em São Lourenço, visitando cerca de 70 residências. Foram abordados aproximadamente 200 moradores, que receberam orientações e panfletos informativos ressaltando os riscos relacionados às queimadas, além de métodos de prevenção e acionamento das equipes de combate.


Em outras frentes, a Defesa Civil tem feito monitoramento das áreas críticas com uso de drones e emitido alertas, através de SMS e pelas redes sociais, sobre os risco alto de fogo em vegetação.


"Não coloque fogo em lixo; ajude a preservar as áreas verdes da cidade", diz a mensagem.


Neste ano, desde o início do período de estiagem foram realizadas rondas no Vital Brazil, Souza Soares, Martins Torres, Cavalão, Morro do Marinheiro, Maceió, Jurujuba e Boa Vista. Durante estas ações, as equipes conversam com os moradores das regiões de mata, explicam os riscos das queimadas e reforçam que toda a cidade conta com a coleta de resíduos feita pela Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Clin). As equipes também orientam as pessoas a usarem os resíduos naturais como folhas e galhos na compostagem ou colocarem em sacos para serem coletados.