Com hospitais lotados, São Gonçalo tem show na quadra da Porto da Pedra


A quadra da escola de samba ficou lotada com público aglomerado e muita gente sem máscara


por Gabriel Gontijo


Show na quadra da Porto da Pedra, em São Gonçalo: sem máscara e sem distanciamento. Reprodução internet


Uma imagem expressiva: a quadra da Porto da Pedra, em São Gonçalo, lotada para um show do cantor Ferrugem. As imagens registradas no último sábado, 5, viralizaram nas redes sociais, quando a cidade enfrenta a explosão de novos casos e mortes pela Covid. Só neste fim de semana, 15 pessoas morreram.


Segundo boletim oficial da Secretaria Municipal de Saúde da última semana, o número de óbitos no mês de novembro aumentou em 90%, passando de 41 para 76. Além disso, a capacidade de ocupação dos leitos das redes pública e particular está na faixa dos 80%. Mesmo assim, o público lotou a quadra da escola de samba, parecendo não se importar com a gravidade da pandemia.


Prefeitura, cantor e escola "empurram" a responsabilidade


Em contato feito pelo A Seguir: Niterói, a assessoria de cantor Ferrugem informou que "neste, caso específico, os responsáveis pela organização é que devem ser ouvidos, bem como os órgãos de fiscalização. Neste evento, Ferrugem foi como contratado".

O Corpo de Bombeiros informou que a Porto da Pedra está em situação irregular junto à corporação e não solicitou autorização para realização do evento. Uma equipe esteve no local no dia do evento e notificou os responsáveis.


A Porto da Pedra informou que a escola se encontra com as atividades suspensas. "Em respeito à nossa comunidade e aos sambistas que nos ajudam a elevar o nome de São Gonçalo, em âmbito internacional, através do desfile oficial na Marquês de Sapucaí, também estamos aguardando das autoridades de saúde uma solução para a cura dessa doença, que tanto mal tem feito à humanidade."

E continua: "Ressaltamos que a nossa escola usa apenas o Espaço Cultural Porto da Pedra para ensaios e outras atividades voltadas para o trabalho da agremiação no mundo do samba, sendo que quem deve responder sobre eventos de outras áreas e gêneros culturais são os proprietários do referido imóvel. Repudiamos com veemência a associação do nosso nome, a qualquer atividade que esteja proibida pelas autoridades, por causa da pandemia provocada pelo novo coronavírus."


A assessoria da Prefeitura de São Gonçalo informou que não autorizou a realização do evento e que não foi informada em momento algum sobre o show. A equipe de comunicação também alegou que "há um decreto em vigor" e que ele deve ser cumprido. Questionada sobre o motivo de não ter impedido, a prefeitura alegou que não recebeu nenhuma denúncia a respeito.


Mais sete óbitos em São Gonçalo


De acordo com o boletim atualizado da Secretaria Municipal de Saúde, a cidade de São Gonçalo registrou sete mortes por causa da Covid nesta segunda-feira (7), chegando a 809 no total. Outros cinco óbitos foram registrados no último sábado (5).


Até o momento, São Gonçalo contabiliza 25.106 casos confirmados, 23.671 curados, 96 hospitalizados na Rede Pública Municipal de Saúde, 530 em quarentena domiciliar, 809 óbitos confirmados e 48 óbitos em investigação.