Comissão de Meio Ambiente marca visita à Lagoa de Itaipu após denúncias

Presidente da comissão encaminhou ofício na última quarta-feira (18) à Prefeitura de Niterói solicitando medidas

Lagoa de Itaipu / Foto: Reprodução/ Redes Sociais


A mobilização social em torno na recuperação da Lagoa de Piratininga começa a surtir efeito. Os protestos e apelos de moradores chegaram até a Comissão de Meio Ambiente da Câmara Municipal, que marcou uma visita técnica ao local para a próxima quinta-feira (26). O objetivo é avaliar como será feita a recuperação do sistema lagunar, que sofre com anos de abandono e degradação ambiental. O presidente do órgão colegiado, vereador Leandro Portugal (PV), encaminhou, na última quarta-feira, um ofício à Secretaria do Meio Ambiente, Recursos Hídricos e Sustentabilidade (SMARHS) de Niterói, e o Secretário de Meio Ambiente, Rafael Robertson, também participará da vistoria.


Leia mais: Lagoa de Itaipu pede socorro: grupo faz apelo pela recuperação do canal


- O nosso gabinete segue e seguirá auxiliando e apoiando o Executivo enquanto braço no legislativo - afirmou o vereador e presidente da Comissão do Meio Ambiente, Leandro Portugal.


Desde a última semana, moradores e membros do Conselho Comunitário da Região Oceânica têm semobilizado em redes sociais para chamar a atenção da Prefeitura sobre a urgência do desassoreamento do canal. Preocupados com qualidade da água para preservação do ecossistema local, já ameaçado pelo despejo de esgoto e pela dragagem, eles realizaram um ato simbólico no último domingo (22) e carregaram pás e enxadas para limpar o local. O grupo se queixava da falta de manutenção dos enrocamentos de pedras que estão na praia, que acabam acumulando areia no local, e reivindicavam obras para a melhora da oxigenação da água no local e preservação da fauna e flora natural.


Procurada pelo A Seguir: Niterói, a Coordenação do Programa Região Oceânica Sustentável (PRO Sustentável) informa que foi constituído processo licitatório e está sendo aguardada aprovação para publicação do edital para a contratação do projeto executivo do desassoreamento do canal da Lagoa de Itaipu e recuperação dos enrocamentos (blocos de rocha compactados) que protegem o canal.


Leia também: Citado na CPI da Covid, Instituto Vital Brazil diz que prestava consultoria a farmacêutica