Comissão de Saúde da Câmara tenta vistoriar hospitais de Covid em Niterói

Ofício de vereador será encaminhado ao Ministério Público nesta terça (29) para checar dados sobre ocupação de UTIs

Por Livia Figueiredo

O vereador Paulo Eduardo Gomes faz visita ao Hospital Municipal Oceânico para monitoramento de casos dos pacientes infectados pela Covid / Foto: Iuri Costa


O Vereador Paulo Eduardo Gomes (PSOL) visitou o Hospital Oceânico, na tarde desta segunda (28), para tentar obter mais informações sobre o atual índice de ocupação dos leitos de pacientes infectados com Covid e sobre as condições de atendimento. O parlamentar, que é Presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Niterói, foi recebido pela Diretora do Hospital, Dra. Gisela Motta. De acordo com informações da diretora, o Hospital se encontra plenamente equipado e não está precisando de profissionais de medicina, já que recentemente houve uma contratação de médicos residentes que ocuparam as vagas até então existentes.


Na visita, o vereador apurou que estavam internados no Hospital Oceânico até aquele momento 89 pacientes, tendo chegado mais quatro durante a visita, encaminhados pela Unidade de Urgência Mário Monteiro (UMAM), totalizando 93 pacientes hospitalizados. De acordo com os dados publicados no domingo pela Prefeitura, existem pelo menos outros 65 pacientes internados em outras unidades, como no Hospital Carlos Tortelly, nas Policlínicas do Largo da Batalha e da Engenhoca, e no próprio Mário Monteiro.


Por questão de segurança, o Vereador não pôde entrar nos leitos para apurar os dados de ocupação, mas, ao visitar os demais espaços do Hospital, demonstrou preocupação com a falta de transparência sobre as internações nas diversas unidades da rede pública.


- Vamos solicitar o apoio do Cremerj e do Ministério Público para que possam ser realizadas visitas técnicas em todas as unidades referência de Covid-19 do município. Queremos apurar o número exato de leitos ocupados para verificar se é compatível com o índice divulgado pelo Poder Executivo. Pelas regras elaboradas pelo próprio Poder Executivo e pelo Comitê Técnico Científico, por exemplo, a Taxa de Crescimento de Pacientes com Covid-19 Internados em UTI e a razão do número de leitos de UTI SUS para pacientes adultos com COVID-19, para cada cem mil habitantes, servem para medir a velocidade do avanço da pandemia e a capacidade de atendimento do sistema de saúde - disse ele, afirmando ter dúvidas se a cidade não teria voltado para o Nível Laranja, de Atenção Máxima.


E completou:


- Estamos há quase um mês tentando uma reunião com o setor de estatística que elabora a média semanal e não estamos conseguindo. Além da fiscalização, irei encaminhar amanhã mesmo pelo Poder Legislativo um pedido formal de reunião destes técnicos com a Comissão de Saúde. Uma ocupação exorbitante dos leitos de UTI SUS na cidade demandaria um esforço maior do Poder Executivo para abertura de novos leitos. Não podemos deixar a população sem o devido atendimento – declarou o vereador.


Segundo ele, nesta terça (29) será encaminhado um ofício para o Ministério Público.