Confira seis trilhas de Niterói para quem quer começar a se aventurar

Cidade tem dezenas de trilhas para visitar no feriadão, e o A Seguir: Niterói te apresenta algumas dessas opções


Trilhas de Niterói. Divulgação/Prefeitura de Niterói


Caminhar ao ar livre é uma atividade considerada de baixo risco de contaminação por Covid-19, segundo a Associação Médica do Texas, nos Estados Unidos. E num carnaval em que a folia (com aglomeração) está proibida, as trilhas de Niterói são uma boa pedida.


A cidade tem dezenas de opções dos mais variados graus de dificuldade. O A Seguir: Niterói selecionou cinco delas pelo grau de dificuldade definido no Guia de Tilhas de Niterói, criado pela Prefeitura.


São todas de nível leve, duração de 1 hora, percurso de até 3km, piso regular e poucos obstáculos. Ou seja, é só se planejar, ficar de olho nas condições climáticas e aproveitar.


  • Trilha Colonial - 2,6Km ida e volta

É uma das trilhas do Parque da Cidade (PARNIT) e aparece no livro “Conversas sobre o Saco de São Francisco” existe uma menção de que o caminho da atual estrada Nossa Senhora de Lourdes (antiga Estrada da Viração) era um “peabiru”, isto é, um

caminho que os indígenas usavam desde épocas pré cabralinas a caminho da nossa atual Região Oceânica. Clique aqui e confira dicas sobre a Trilha Colonial.


Trilha Colonial. Divulgação/Prefeitura de Niterói


  • Trilha do Bosque dos Eucaliptos - 1,1Km ida e volta

A Trilha do Bosque dos Eucaliptos faz parte da história de muita gente e é cenário de ensaios fotográficos maravilhosos. Você já conhece a história do local? Segundo moradores antigos do bairro de São Francisco, os eucaliptos plantados são devido a um reflorestamento para fins econômicos implantado pelo antigo dono dessas terras (relatado como sendo o Sr. Ventura, mas de nome José Ventura Coimbra Lopes), na década de 1930. Clique aqui e confira dicas sobre a Trilha do Bosque dos Eucaliptos.


Bosque dos Eucaliptos. Divulgação/Prefeitura de Niterói


  • Trilha dos Mirantes da Lagoa: 1,3Km ida e volta

Com extensão de 3.78 km de ida e volta, o trajeto possui uma pequena subida a pé em afloramento rochoso. O esforço físico é leve e a trilha tem uma vista maravilhosa que compensa toda a caminhada. Saiba como chegar: o início é marcado pelo totem indicativo de trilha, localizado na esquina da primeira rua à direita após a saída do túnel Charitas – Cafubá, Av. Raul de Oliveira Rodrigues.


Mirantes da Lagoa. Divulgação/Prefeitura de Niterói


  • Trilha da Enseada do Bananal - 2,6Km ida e volta

A trilha que segue para a Enseada do Bananal é a mesma do Costão de Itacoatiara. Começa no Posto de Recepção ao Visitante, localizado na Rua das Flores nº 24, perto da Praia de Itacoatiara. Assim que adentrar no portão do posto, siga pela trilha que sobe em paralelo a um muro por alguns metros para depois iniciar um curto ziguezague, que dura aproximadamente 10 minutos, até chegar ao colo do vale, cerca de 200 m do início da trilha. Nesse início a trilha segue em sentido leste, sob a mata, e é bem marcada, além de possuir algumas benfeitorias como degraus, corrimãos e sinalização.


Enseada do Bananal. Divulgação/Prefeitura de Niterói


  • Trilha da Nascente Charles Darwin - 410m ida e volta

Começa em uma entrada à direita na Estrada da Barrinha (antiga Estrada do Vai e Vem), no sentido Niterói - Maricá, onde o visitante deve caminhar por aproximadamente 200 metros até encontrar a nascente, no final da trilha.

Nascente Charles Darwin. Divulgação/Inea


  • Caminho do Horto do Fonseca - 600m ida e volta

O Caminho do Horto do Fonseca tem início na pista de caminhada, onde o visitante deverá seguir até encontrar uma trifurcação. Nesse ponto será necessário avançar pela rota central até uma bifurcação, onde se deve continuar pelo caminho à esquerda. Em seguida, há outra bifurcação, local onde ambas as opções permitem a chegada ao Lago Azul, ponto final do trajeto.


Horto do Fonseca. Divulgação/Prefeitura de Niterói