Confira opções de programas de lazer em Niterói 'seguros' na pandemia

Atualizado: Mai 29

Visita a museu, jantar ao ar livre e passeio de bicicleta são algumas das alternativas

Por Livia Figueiredo

Praia de Icaraí / Foto: Livia Figueiredo


Há um consenso de que não há céu igual ao do outono. O tom de azul, a paleta de cores do céu e os dias mais frescos são a combinação perfeita para um passeio ao ar livre, especialmente em tempos de pandemia, em que a segurança deve estar em primeiro lugar. O A Seguir: Niterói preparou uma lista de opções de passeios para o fim de semana, uma espécie de mini roteiro para quem curte praticar uma atividade ao ar livre ou apenas apreciar um belo visual.


Leia também: Niterói reforça testagem de Covid diante da ameaça da variante indiana


Também selecionamos algumas opções de restaurantes com mesas ao ar livre, arte em livrarias e museus, tudo respeitando os protocolos sanitários. Confira abaixo:


  • Passeio de bicicleta

Passeio de bike em São Francisco / Foto: Livia Figueiredo


Niterói tem diversos lugares em que é possível dar um passeio de bicicleta. A Praia de Icaraí com sua vista privilegiada para o Pão de Açúcar, e a orla de São Francisco, que, além de ter o calçadão mais largo, costuma ter menos movimento, são boas opções. Ainda é possível estender o passeio de bike para a Praia do Sossego ou Camboinhas, por exemplo.


Para os que têm mais fôlego, também é legal ir ao Mirante de Piratininga, que consiste numa pequena montanha localizada entre a praia de mesmo nome e Camboinhas. No mirante, é possível avistar o mar e admirar as praias de Camboinhas, Itaipu e Sossego, a lagoa de Piratininga e até mesmo as montanhas da Zona Sul do Rio. O por do sol é um deslumbre a parte, ainda mais em dias sem muita nuvem no céu.


Para chegar ao mirante saindo do Centro, o trajeto é o seguinte: Centro - Icaraí - São Francisco - Charitas - Cafubá - Piratininga. Recomenda-se o uso do túnel Charitas - Cafubá. Por fim, a subida para o mirante é curta. Nível: médio/difícil.


  • Parque da Cidade

Parque da Cidade / Foto: André Cyriaco


No Parque da Cidade é possível contemplar uma área de preservação ambiental, duas rampas para voo livre e uma vista panorâmica para a Baía de Guanabara, lagoas e praias oceânicas de Niterói. É um espaço de lazer que atrai diferentes tipos de visitantes. Há aqueles que vão de carro até o Mirante só para admirar a vista, tirar fotos, ou até mesmo fazer um piquenique ou tirar um som.


Há os mais esportistas que preferem percorrer desde o início da subida até o mirante do parque correndo, andando ou pedalando. Há também os mais aventureiros que gostam de praticar parapente ou realizar uma das trilhas que tem acesso pelo parque.


Agora, com o projeto EcoTur sem Barreiras, pessoas cadeirantes ou com dificuldade de locomoção também podem participar de trilhas. O passeio é gratuito e acontece duas vezes por mês – sempre aos domingos -, com saída do centro de visitantes do Parque da Cidade, em São Francisco. A trilha é feita usando uma cadeira de rodas especial e adaptada, levada por voluntários e funcionários do parque. As saídas acontecem sempre às 8h, conta com guias bilíngues e os grupos são formados de acordo com o nível de dificuldade de cada trilha e obedecendo aos protocolos de combate à Covid-19.


O agendamento pode ser feito pelo telefone: (21) 3611-3828 ou por e-mail: turismo@neltur.com.br

Projeto Ecotur sem barreiras / Foto: Divulgação/ Bruno Eduardo Alves


  • Água de coco na Boa Viagem

Praia da Boa Viagem / Foto: Reprodução Google Maps


Um dos lugares que merecem a visita em Niterói é a Boa Viagem. A Praia de Boa Viagem possui um calçadão muito frequentado por famílias e jovens que gostam de fazer caminhadas e principalmente cooper. Em sua orla é possível se deparar com pequenos quiosques e barracas que vendem água de coco, ideal para acompanhar a vista do mar.


Na praia é possível encontrar as ilhas de Cardoso e da Boa Viagem e à esquerda o Museu de Arte Contemporânea (MAC) projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, que tornou-se o símbolo de Niteroi.


  • Jantar ao ar livre

A pizzaria Mahatma no Reserva Cultural, em São Domingos / Foto: Reprodução/ Reserva Cultural


O complexo Reserva Cultural, em São Domingos, oferece diversas opções de lanchonetes ao ar livre, como a pizzaria Mahatma, a antiga Mística, com suas pizzas deliciosas, o Drop Burger, o Bistrô Reserva com seu risoto de limão siciliano e uma taça de vinho para acompanhar. É interessante também dar um pulo na livraria Blooks, que fica ao lado dos restaurantes, para o passeio ficar ainda mais completo.


Reserva Cultural / Foto: Divulgação Reserva Cultural


O espaço Casa di Lucy é um passeio a infância. Paredes tomadas por porta-retratos com fotos de família, uma série de frases típicas de mãe expostas em pequenos quadros: “Só levanta quando terminar”, “Eu avisei”, “Eu não sou mãe de todo mundo”, “um dia você vai me agradecer”, “Não faz mais que sua obrigação”, Me respeita, que eu sou sua mãe”, “Tira esse pé sujo e cima do meu sofá!”, “Pede pro seu pai”, Porque não! Já falei!”, entre tantas outras.


O restaurante/bar, que mais lembra um bistrô, fica na Rua Nóbrega 156 e funciona de terça a domingo das 12h às 22h. O cardápio dispõe de almoço executivo, pizzas e salgados como coxinha, empanadas e palito crocante de mussarela. O espaço está trabalhando com capacidade reduzida e mesas afastadas, seguindo o protocolo de medidas sanitárias em combate à Covid.

Casa di Lucy / Foto: Thaienne Sodré


Croquete de moqueca de camarão e molho Thai / 4 unidades R$ 33 / Foto: Divulgação Casa Di Lucy

  • Exposição "Ressurgência" no MAC

MAC Niterói / Foto: Luiz Bhering


Um convite à reinvenção e ao desabrochar para dar a volta por cima e respirar novos ares. Esse é o mote da exposição "Ressurgência", que abre ao público nesta sexta-feira (21), no Museu de Arte Contemporânea de Niterói (MAC). O título faz alusão ao fenômeno oceanográfico que ocorre quando ventos mudam de direção e águas mais frias e ricas em nutrientes vão para a superfície. A mostra é uma iniciativa do Coletivo Entrearte, que reúne, no MAC, os fotógrafos Luiz Bhering, Pedro Vasquez e Renato Moreth, além do arquiteto Mario Costa Santos, que assina o projeto cenográfico do espaço. São mais de 70 trabalhos expostos por artistas que possuem o DNA de Niterói impresso nas suas obras.


Quem for conferir a exposição encontrará o centro do salão do MAC iluminado por projeções do mar, como um lembrete de que a ressurgência está muito vinculada ao processo de reinvenção. É a cidade tendo que se reestruturar diante de todas as adversidades geradas pela pandemia, voltando aos eixos, em passos graduais. A ideia das projeções é do arquiteto Mario Costa Santos, responsável pela cenografia da exposição. Na mostra, o artista apresenta o desenvolvimento da linha de móveis Zanzar, que criou com o objetivo de valorizar a mão de obra local e artesanal, respeitando as raízes, sem perder de vista a conexão com a tecnologia.


Serviço:


Horário: das 11h às 16h

Endereço: Mirante da Boa Viagem, s/nº, Boa Viagem, Niterói, RJ

Ingressos: R$ 12 (inteira) e R$ 6 (meia). Estudantes da rede pública, crianças até sete anos e moradores de Niterói não pagam.


  • Exposição "Construção de um acervo", no Museu Janete Costa

Museu Janete Costa / Foto: Divulgação/ Janete Costa


A exposição "Construção de um Acervo" permanente no Museu Janete Costa conta com fotografias de rodas de capoeira, registros da premiada artista niteroiense Maria Buzanovski.


O museu está aberto para visitação de terça-feira a domingo, das 10h às 18h e a entrada é gratuita.


Leia mais: No dia mundial do hambúrguer, confira opções irresistíveis em Niterói