Consumo em restaurantes, padarias e lanchonetes de Niterói fica proibido de 12 a 14 de abril

Estabelecimentos podem reabrir ao público na quinta-feira, caso os indicadores da pandemia permitam

Funcionamento de bares e restaurantes continua restrito. Lívia Figueiredo


A prorrogação do período emergencial em Niterói até o dia 18 de abril traz algumas novidades em relação às primeiras versões do decreto, com regras mais rígidas para estabelecimentos do setor de alimentação. Restaurantes, lanchonetes, padarias e cafeterias, que acabaram de reabrir ao público, terão que voltar a atender por delivery e drive-thru. Já os bares continuam fechados ao público, com atendimento exclusivo para entregas.


Leia mais: Especialistas alertam que não é hora de flexibilizar, mas de fazer lockdown de verdade

O novo decreto proíbe o consumo nesses estabelecimentos entre 12 e 14 de abril. Eles devem voltar a receber o público no dia 15, mas só se os indicadores da pandemia estiverem favoráveis.


"A permissão desse artigo poderá ser revista antes do dia 15 de abril de 2021, caso haja recrudescimento dos indicadores negativos da pandemia na

cidade", diz o decreto.


Entre segunda e quarta-feira, os clientes devem fazer seus pedidos de entrega em domicílio ou buscar por drive-thru, sem sair dos veículos.


Período emergencial vai durar mais uma semana


A Prefeitura de Niterói foi na contramão de municípios vizinhos e decidiu manter as medidas restritivas na cidade por mais uma semana. A decisão foi anunciada nesta sexta-feira pelo Prefeito Axel Grael, durante transmissão do gabinete de crise. Um decreto prorrogando o período emergencial foi publicado neste sábado com algumas alterações, que tornarão o isolamento ligeiramente mais severo.