Coordenadoria Ambiental de Niterói resgatou 167 cobras em 2021

Agentes da Prefeitura passaram por capacitação para manejo dos animais; população deve solicitar resgate pelo 153

Cobra foi devolvida à natureza em junho. Foto: Arquivo/Prefeitura de Niterói


Com mais da metade do território constituído por Mata Atlântica, nada mais natural — literalmente — do que Niterói conviver com espécies nativas e suas visitas inesperadas. Só em 2021, a Coordenadoria Ambiental da Guarda Municipal de Niterói já efetuou o resgate de 167 cobras. Em 2020, o número chegou a 200, a maioria sem veneno. Mesmo assim, a Guarda orienta os moradores a entrarem em contato com o telefone 153 sempre que encontrarem um animal silvestre, para que as equipes possam fazer o resgate de forma segura.


— A recomendação é não se aproximar e evitar alimentar o animal até a chegada dos agentes, que são treinados nesse tipo de ação. No caso específico de serpentes, não devem se aproximar de jeito nenhum, pois podem ser venenosas — explicou Jociley Neves, coordenador da guarda ambiental.


O agente explica que, quando se tratam de espécies venenosas, as cobras são levadas para o Instituto Vital Brazil. Os animais não peçonhentos são reintegrados à natureza em áreas de proteção ambiental.


O grupamento ambiental de Niterói é um dos mais bem preparados do estado, participando regularmente de cursos ministrados pela Universidade Federal Fluminense (UFF), pelo Centro de Controle de Zoonoses de Niterói e pelo Instituto Vital Brazil em diversas áreas, como resgate, segurança e meio ambiente, contato com a fauna silvestre urbana, animais peçonhentos, entre outros.