Coronavac volta a ser entregue um mês depois de produção ser suspensa

Butantan entrega 1 milhão de doses e pretende acelerar a produção de mais 10 milhões; vacina vai reforçar o PNI nos próximos dias

Coronavac volta a ser entregue pelo Butantan. Divulgação


O Instituto Butantan entregou ao Ministério da Saúde, nesta quarta-feira, 1 milhão de doses de Coronavac, parte das 5 milhões previstas para o mês. Isto significa que o imunizante volta a ser distribuído aos estados e municípios nos próximos dias para reforçar o Plano Nacional de Imunização (PNI).


Leia mais: Procura por segunda dose em Niterói despenca, e vacinação fica estagnada em junho


A última entrega de imunizantes foi feita na primeira quinzena de maio, quando o Butantan precisou paralisar a produção das vacinas por causa do atraso na entrega de insumos, que estavam retidos na China.


Nas semanas que antecederam a suspensão na produção de Coronavac, a distribuição do imunizante se tornou problemática. Em Niterói, as aplicações de segunda dose chegaram a ser interrompidas pelo menos três vezes entre o fim de abril e o começo de maio.


Desde a paralisação da produção do Butantan, o PNI só contava com as vacinas Astrazeneca e Pfizer.