Covidímetro registra pela primeira vez contágio moderado no Estado do Rio

Índice está perto da contaminação de “um para um”, considerado baixo risco



Um dos índices adotados para a avaliação do estágio da pandemia, o Covidímetro, da UFRJ, que mede o número de pessoas que cada doente é capaz de contaminar, registrou esta semana o menor resultado, desde o avanço da doença, a partir de abril: 1,19, o que situa o Estado do Rio num estágio Moderado de transmissão da doença. O resultado decorre especialmente da redução do contágio na Região Metropolitana I e II, da qual Niterói faz parte. O estudo é feito pelo LabNet, UFRJ Analytics com base nos dados da Secretaria Estadual de Saúde, até o dia 21 de setembro.


O Covidímetro situa a doença em estágios de contaminação, de risco Muito Baixo, quando a disseminação da doença oscila de zero a 0,5, a Isolamento Social, no momento em que um portador da doença pode contaminar duas ou mais pessoas, como aconteceu no pico da Covid, entre maio e junho. Nas últimas semanas, a contaminação se mantinha em risco Alto ( 1,2 a 1,65). O registro atual, de contágio de um para 1,19, se refere à trigésima-sexta semana epidemiológica.



A taxa de contágio não é o único dado levado em conta na análise dos infectologistas. O registro de novos casos e o de mortes tem peso importante, assim como a ocupação dos leitos hospitalares. No Estado, a doença tem registrado aumentos nos últimos dias, com 1.710 novos casos e 71 mortes, em 21 de setembro, de acordo com os dados da Secretaria Estadual de Saúde. A redução do contágio, ainda assim, é um dados relevante.



728x90.gif

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.