Demanda por UTIs aumenta nos hospitais particulares de Niterói

Atualizado: 10 de Dez de 2020

Taxa de ocupação passou de 63% para 76% em uma semana



A taxa de ocupação das vagas de UTI reservadas para pacientes com Covid nos hospitais particulares de Niterói aumentou em uma semana, de acordo com o boletim o Sindicato dos Hospitais SINDHLESTE, divulgado nesta quarta-feira (9): 200 destes leitos estão ocupados, o que representa 76% do total, contra 63% na semana anterior. A ocupação de leitos nestes hospitais se manteve relativamente estável, com 240 quartos ocupados, 85% do total. Na semana anterior, a ocupação chegou a 88%.


Os números apontam um avanço menos acelerado do que o que se registrou em novembro, quando a taxa de ocupação dos hospitais mais do que dobrou em apenas 30 dias, nas redes pública e privada. Na rede do SUS os últimos dados disponíveis, publicados no site da Prefeitura, na planilha de monitoramento da Covid, a ocupação de leitos era de 59% e a de vagas em UTI de 68%. No boletim da Prefeitura divulgado na noite de terça-feira, 8, Niterói tem 135 pessoas hospitalizadas na rede pública - o pior resultado da série histórica - e 152 em acompanhamento médico domiciliar.


Internações, por semana, segundo dados da Prefeitura. Na terça, 135 pessoas estavam hospitalizadas na rede municipal, o pior resultado da série histórica


Os dados desta semana, no entanto, mostram que a circulação do coronavírus ainda é intensa na cidade. Em apenas dois dias, segunda e terça, foram confirmados 373 novos casos. No mesmo período, foram seis mortes - três por dia. No boletim da Prefeitura, a cidade registrou 18.411 casos e 548 mortes desde o início da pandemia.


Em função destes resultados - e para evitar maior contaminação - a Prefeitura decretou a suspensão de todos os eventos de fim de ano. Não haverá comemoração do réveillon na praia, bares, restaurantes ou clubes.



© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.