Em Campos, filho de Garotinho lidera na última pesquisa

Segundo o Ibope, Wladimir lidera com 57% dos votos contra 43% de Caio Vianna

Wladimir Garotinho, campanha sub-júdice, à frente nas pesquisas


Caio Vianna, do PDT

Faltando menos de 24 horas para o início do 2º turno, Wladimir Garotinho assume a liderança na última pesquisa realizada. Encomendada pelo Ibope Inteligência e divulgada neste sábado (28), o candidato do PSD está com 57% das intenções de voto contra 43% de Caio Vianna (PDT). Os dois candidatos participaram do último debate para prefeito realizado na noite desta sexta (27) nos estúdios da InterTv, afiliada da TV Globo na Região Norte do Estado. Ambos os concorrentes focaram mais em atacar um ao outro e, ao mesmo tempo, se defender. Foram poucos os momentos onde houve uma troca de ideias sobre propostas. Wladimir Barros Assed Matheus de Oliveira, o Wladimir Garotinho, tem 35 anos, é casado, nasceu em Campos e atualmente é Deputado Federal. Filho de Anthony e Rosinha, ele disputa a prefeitura do município pela primeira vez. Em 2018, candidatou-se à Câmara dos Deputados e foi o mais votado na cidade natal. Tem um plano de governo com 13 propostas, sendo a principal delas a implementação de uma Reforma Administrativa que garanta a qualidade de serviços, reduzir custos e o tamanho da máquina pública municipal. Caio Santos Vianna tem 32 anos, é solteiro, e também é nascido em Campos. Assim como Wladimir, ele também é filho de um ex-prefeito, Arnaldo Vianna. Mas ao contrário do adversário, já disputou a eleição para prefeito anteriormente, em 2016. À época, não contou com o apoio do pai, que declarou voto a Geraldo Pudim. Mesmo não vencendo, teve uma espécie de vitória "moral", pois contou com 33 mil votos, enquanto Pudim teve apenas pouco mais de 2 mil. Em 2018, candidatou-se a Deputado Federal e mesmo não eleito, ficou como 1º suplente. Seu plano de governo tem 15 temas, onde encontram-se itens que abordam, por exemplo, a implantação do Bilhete Único e da criação de espaços estruturados para bicicletários públicos e ampliação e modernização das ciclovias. Também defende políticas de incentivo à agricultura familiar e o retorno do restaurante popular e do vale alimentação.