Entrega de imunizantes atrasa, e Niterói pode suspender vacinação outra vez

Atualizado: Mar 17

Lote que deveria ter sido enviado pelo Ministério da Saúde ao Estado do Rio de Janeiro ainda não chegou


Divulgação/Prefeitura de Niterói


O Estado do Rio ainda não recebeu sua parte do lote de 3,3 milhões de doses que deveriam ter sido entregues na última segunda feira (15) pelo Governo Federal. Segundo a assessoria da Secretaria de Saúde, o Ministério da Saúde não justificou o atraso, ou definiu data para o envio. Sem previsão para chegada de novas doses, e com estoque para apenas mais esta quarta-feira, Niterói pode ter que suspender a vacinação na cidade pela terceira vez.


Leia mais: Niterói só garante vacinação de idosos por mais dois dias


Na última transmissão do gabinete de crise de Niterói, realizada na noite de segunda-feira, o Secretário Municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, informou que a manutenção do calendário depende da chegada de mais doses de imunizantes. Os estoques atuais seriam suficientes apenas para garantir a vacinação até quarta-feira, quando está prevista a imunização de pessoas acima de 76 anos. Para a faixa-etária seguinte, de 75 anos ou mais, que seria quinta e sexta-feira, ainda não há imunizante.


Entre os dias 8 e 15 de março, foram aplicadas uma média de 1.668 vacinas por dia, divididas entre Coronavac e Oxford/Astrazênica. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, até esta segunda feira (15), 44.060 pessoas receberam a primeira dose de imunizante na cidade.