Escolas municipais de Niterói são sanitizadas com quaternário de amônio

Segundo Prefeitura, medida é de prevenção à disseminação do novo coronavírus no ambiente escolar


Foto: Douglas Macedo

Escolas da rede municipal de Niterói começaram, esta semana, a receber sanitização com quaternários de amônio. A Secretaria Municipal de Educação (SME) e a Secretaria Municipal de Saúde informaram que a aplicação será refeita a cada três meses. O secretário de Educação, Vinicius Wu, afirmou que todas as escolas deverão ser higienizadas até o retorno das aulas, previsto para 25 de março.


Leia mais: Decreto de isolamento social é prorrogado em Niterói até 30 de abril


Até agora, as escolas que receberam a solução foram a Escola Municipal Levi Carneiro, no Sapê, as Unidades Municipais Educação Infantil (Umeis) Marilza Medina, no Fonseca, e Olga Benário, no Engenho do Mato, e também as escolas municipais Maestro Heitor Villa Lobos, na Ilha da Conceição, e João Brazil, no Morro do Castro. Após a limpeza e aplicação do produto, cada unidade recebe um certificado. As demais escolas serão sanitizadas de acordo com o cronograma estipulado pela Secretaria Municipal de Educação e as direções escolares.

— A sanitização é fundamental neste processo de volta às aulas. Estamos visitando todas as escolas para conhecer suas demandas e especificidades. Temos um conjunto de iniciativas que incluem a aquisição de materiais de proteção para alunos, professores e funcionários, obras estruturantes e capacitação de profissionais — disse o secretário.

Como funciona

A sanitização com sais quaternários de amônia age como uma película que mata os micro-organismos que entrem em contato com a substância, como vírus, bactérias, fungos e ácaros, e mantém a superfície desinfetada por até seis meses, dependendo da circulação de pessoas. Seu uso foi autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), e Niterói já aplicou a solução em ruas, calçadas e fachadas de estabelecimentos no ano passado.

Consulta Pública

A medida faz parte do Plano de Retomada das Aulas, que também vai contar com a participação da população. A Prefeitura de Niterói abriu uma consulta através da plataforma Colab, onde o niteroiense pode opinar sobre o Plano. Antes do início das aulas, em março, após analisar o cenário da pandemia e com os dados da consulta pública da Educação, a Prefeitura de Niterói vai decidir se as aulas continuarão remotas ou se adotará um regime híbrido, com aulas presenciais e online.

Para participar da consulta pública do Plano de Retomada das Aulas, clique aqui.


© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.