Escolas privadas de Niterói poderão reabrir antes das públicas, inclusive na Educação Infantil

Prefeitura também cogita dar aulas remotas na rede pública, apesar da dificuldade de acesso dos alunos à internet



A Prefeitura de Niterói planeja reabrir as escolas da rede pública, inclusive da Educação Infantil, em meados de março, mas ainda está discutindo como a medida será implementada. Para retomar as aulas presenciais para todos os segmentos até o Ensino Médio, a Prefeitura fará uma revisão do Plano de Transição Gradual para o Novo Normal, através de decreto a ser publicado pelo município. A partir do sinal Laranja, será permitido o funcionamento do Ensino Médio e do Ensino Fundamental, e no Amarelo Nível 2, em que a cidade se encontra hoje, também a Educação Infantil.


Leia também: Volta das aulas presenciais em Niterói provoca polêmica


Apesar de não haver uma data certa, a Prefeitura permitirá que as escolas privadas de Niterói retomem as aulas presenciais de acordo com seus calendários. Já há escolas particulares de Niterói com retorno previsto para fevereiro.


Em pronunciamento nas redes sociais da Prefeitura ao lado do Prefeito Axel Grael, o Secretário de Educação, Vinicius Wu, disse que "não há orientação no sentido de reabertura imediata das escolas" e que, no caso da rede pública, a retomada das atividades escolares ainda dependerá de mais discussão no governo municipal.


- O calendário prevê o retorno das atividades apenas na segunda quinzena de março. Até lá, precisamos concluir as discussões da retomada das aulas pelo sistema híbrido ou a manutenção do ensino remoto, sempre de acordo com as orientações das autoridades sanitárias. As escolas particulares poderão voltar de acordo com seu calendário e respeitando os protocolos sanitários determinados pelas autoridades, assim que o decreto com as alterações no plano for publicado e entrar em vigor - disse o Secretário, sem explicar, porém, como fará ensino remoto nas escolas públicas diante das dificuldades tecnológicas e sociais, com grande parte dos alunos sem acesso à internet.


A Secretaria de Educação tem promovido, desde o início do ano, uma série de reuniões para tratar da retomada das aulas. Os encontros envolvem o Ministério Público, servidores da secretaria, direções das escolas, vereadores, Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe), Sindicato das Escolas Particulares (Sinepe), Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), representantes da sociedade civil, dentre outros.


- Todas as decisões serão construídas a partir do diálogo democrático e com o máximo de transparência - disse ainda o Secretário.

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.