Escritora niteroiense aproveita isolamento para escrever dois livros

Atualizado: 24 de Nov de 2020

Roberta de Souza lança na Flisgo 2020 as obras "Cavador do Infinito" e novas histórias de "Meninas de 30"


por Gabriel Gontijo

A escritora Roberta de Souza


O que pode acontecer na vida de alguém durante um período de três anos? Dependendo do ritmo de vida, muita coisa. Mas para a escritora Roberta de Souza, as mudanças foram tão grandes que ressignificaram completamente a vida dela e de diferentes formas. E mesmo com toda a situação que tem afetado o mundo, o ano de 2020 mostrou que nada pode colocar limite quando se tem um alvo definido.


Um dos nomes presentes no Festival Literário de São Gonçalo (Flisgo), de 2020, ela apresenta ao público seus dois livros mais recentes: o livro de poemas “Cavador do Infinito” e “Meninas de 30 (Todo Homem é um Príncipe até a Página 20)”. Mas quem pensa que os desafios foram apenas escrever e lançar duas obras em pleno ano de pandemia está enganado. Bem antes do mundo pensar em Covid-19, Roberta já tinha que lidar com situações que apenas deram mais motivação pessoal.

Nascida e criada em Niterói, atualmente mora em Maricá e trabalha no mercado editorial há quase 20 anos. Mas em 2017, à época com 36 anos, tentou dar um novo sentido à vida com a tentativa de engravidar. A maternidade era um sonho antigo e ela recorreu a inúmeros tratamentos para ser mãe. Mas, além de não ter dado resultado, os procedimentos trouxeram uma sequela para o organismo, que foi o surgimento da diabetes.


Enquanto se adaptava a sua nova rotina, por conta da doença, ela seguia em busca de um sonho antigo: ser mãe adotiva. Durante mais de 8 anos Roberta seguia na luta dos projetos filho biológico e filho adotivo. E em 2018 seu filho de alma chegou, a quem deu o nome de Murilo. Por conta das dificuldades apresentadas pelos cuidados com a diabetes e a gravidez de risco que teria que enfrentar, ela resolveu ter por filho apenas o pequeno Murilo, mas o que esta mãe completa e feliz não sabia é que já estava grávida! Com apenas dois meses de maternidade, Roberta descobriu que estava grávida daquele que seria seu segundo filho. Impactada, ela ficou com medo de não conseguir cuidar de dois bebês com uma diferença de idade de apenas onze meses. Foi quando ela resolveu fazer uma espécie de quarentena particular, parou todos os seus projetos e trabalhos, passando a cuidar apenas de seu bebê, de sua gravidez e de sua casa. Com a chegada da pandemia, descobriu que era possível cuidar de sua família recém aumentada, mesmo com as limitações impostas pelo isolamento e com o desafio de criar dois bebês neste cenário atualmente caótico.

- Sempre alimentei o sonho de ser mãe. Quando Murilo chegou, eu me senti a mãe mais feliz e completa do mundo! Porém, quando Murilo tinha quase 3 meses descobri que estava grávida. Foram dias de incertezas, medos e dúvidas. Mas, tudo deu mais do que certo. E, desde então minha vida tem sido uma loucura. Abri mão de trabalhos e projetos. A mulher cedeu espaço para a mãe. Quando veio o isolamento não mudou tanta coisa para mim, pois já estava numa quarentena bem maior que essa (risos). Mas, foi justamente a pandemia que fez renascer em mim o desejo de voltar a produzir e trabalhar. Assim nasceu a ideia do novo livro, mesmo em meio a esse momento louco - conta Roberta, que é mãe de Murilo, de dois anos, e Miguel, com um ano.


Assim, ela se viu obrigada a encarar seus medos, suas dúvidas e, aproveitando o impulsionamento criativo que o isolamento pandêmico apresentava, encarou as limitações que surgiram em sua vida pessoal e profissional, organizou seus textos, criou coragem e fez renascer antigos escritos. Foi assim que ela lançou o livro de poemas “Cavador do Infinito” em julho.


Inquieta, agora relança o livro “Meninas de 30 (A vida nem tão diferente de mulheres balzaquianas do século XXI)”, que foi sucesso em 2013, e lança o o segundo livro da coleção “Meninas de 30 (Todo Homem é um Príncipe até a Página 20)”.


Além desses livros, ela é autora de “Morgana da Figueira”, participou de sete antologias é a integrante de número 002 da Academia Internacional de Literatura Brasileira. E faz parte do coletivo de escritores de Maricá chamado “Povo do Livro”.

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.