Estado do Rio terá dez dias de feriado, de 26 de março a 4 de abril

Medida foi anunciada depois da reunião do Governador Claudio Castros com prefeitos do Rio e de Niterói


O estado do Rio de Janeiro terá um feriado de dez dias, entre a próxima sexta-feira, 26 de março, e o domingo de Páscoa, 4 de abril, como medida de combate à pandemia, conforme foi acertado em reunião neste domingo (21), entre os prefeitos do Rio e Niterói, Eduardo Paes e Axel Grael, e o governador Claudio Castro. A informação foi dada pela Globo News, depois da reunião.


A reunião, no entanto, não produziu acordo para a adoção de outras medidas de isolamento social, o que abre e o que fecha. Os prefeitos defendiam a adoção de regras mais rígidas, conforme orientação dos comitês científicos que assessoram as duas cidades. Paes e Grael informaram que vão conversar por videochamada na manhã desta segunda-feira, dia 22, com a presença dos especialistas. De tarde, deverá ocorrer uma entrevista coletiva no Solar do Jambeiro, em Niterói, para anunciar o resultado da discussão.


Veja também: Rio e Niterói vão anunciar isolamento, diante da omissão do estado (aseguirniteroi.com.br)


De acordo com a "GloboNews", as medidas adotadas pelo governo estadual determinam o fechamento de escolas públicas e particulares ao longo dos dez dias de feriado, assim como de praias, parques e clubes. Mas mantêm o funcionamento do comércio, bares e restaurantes e outras atividades não essenciais. O toque de recolher, que impede a permanência em espaços públicos permanece das 23h às 5h, sendo que fica proibida a venda de bebida alcoólica para pessoas em pé em qualquer horário.