Hospital Oceânico tem funcionamento prorrogado diante da alta de casos de Covid-19

Contrato entre a Prefeitura de Niterói e a O.S. Viva Rio foi estendido por três meses e custará R$ 29,2 milhões


Hospital Oceânico é exclusivo para pacientes com Covid-19. Divulgação


Em meio a uma alta no registro de novos casos de Covid-19 na cidade, a Prefeitura de Niterói prorrogou o contrato com a Organização Social Viva Rio para a operação do Hospital Oceânico, localizado em Piratininga e destinado exclusivamente para o tratamento de pacientes com coronavírus. O termo aditivo, no valor de R$ 29.268.276,18 prevê que a entidade administre a unidade hospitalar por mais 90 dias.


Médica Margareth Dalcolmo se emociona ao falar sobre atraso nas vacinas: 'Missões diplomáticas falharam'


O termo aditivo publicado nos atos oficiais desta quinta-feira começou a valer no último dia 3. Portanto, a operação do Hospital Oceânico está garantida até o começo de abril, com a manutenção dos "serviços de saúde de Média e Alta Complexidade no Hospital Oceânico Ltda., para atender às demandas de internação de pacientes com necessidade de suporte avançado de vida decorrente da pandemia do coronavírus (COVID-19)". No local, atuam 937 profissionais de saúde.


Com essa prorrogação, o Hospital Oceânico completa praticamente um ano de funcionamento, já que foi inaugurado em 10 de abril de 2020. A unidade, que estava abandonada, foi arrendada pela Prefeitura no começo da pandemia e se tornou referência no enfrentamento à pandemia da Covid-19. Segundo a Secretaria de Saúde, o hospital, que já tratou mais de mil pacientes, hoje conta com 136 leitos, todos com respirador.


— O Hospital Oceânico foi a primeira unidade do País exclusiva para o tratamento de pacientes com Covid-19. Trabalhamos diariamente com muito empenho nas ações de combate à Covid-19 para diminuirmos o impacto da doença. O Hospital Oceânico é uma unidade fundamental para o município, onde temos profissionais competentes e preparados para atuar na assistência aos pacientes com coronavírus — declarou o secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira.


Número de internados em alta


No relatório divulgado pela Prefeitura de Niterói nesta quarta-feira (20), havia 257 pessoas internadas. Nos hospitais da rede privada, outras 267 pessoas estavam em tratamento, 134 em leitos, 133 em UTIs, de acordo com relatório do Sindicato dos hospitais de Niterói. Além disso, a Prefeitura reportou 279 pessoas em tratamento domiciliar, contra 234 no dia anterior.

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.