Ocupação de leitos de UTI em Niterói chega a 83% na rede pública e 90% na particular

Dados constam no painel da Secretaria Estadual de Saúde; dos leitos de enfermaria SUS, 84% estão ocupados

Por Gabriel Gontijo

Foto: Divulgação/Prefeitura de Maricá



No primeiro dia do período emergencial, em Niterói, os dados de ocupação hospitalar atingiram a maior marca da segunda onda da pandemia. Segundo informações do painel de monitoramento da Secretaria Estadual de Saúde, que regula os leitos SUS no estado, 83% dos leitos de UTI destinados à Covid estão ocupados na rede pública da cidade. Quanto aos leitos de enfermaria, a ocupação é de 84%.


Na manhã desta sexta-feira, a Secretaria Municipal de Saúde divulgou que havia 108 pessoas internadas no Hospital Oceânico, em Piratininga, na Região Oceânica. A unidade atende exclusivamente pacientes com Covid.


Leia mais: FIQUE EM CASA. Porque 36 pessoas morreram em Niterói nos últimos oito dias


Também na manhã desta sexta, o sindicato que representa os hospitais privados, SINDHLESTE, divulgou, de maneira excepcional, a taxa de ocupação da rede particular. De acordo com o comunicado, 82% dos quartos reservados para doentes de Covid estavam ocupados. Das vafas de UTI, 90% estavam preenchidas.