Itacoatiara e Itaipu terão barreiras neste sábado, e Prefeitura anuncia megaoperação

No próximo fim de semana, operação será mais dura, com restrição de estacionamento e reboques


Por Thaís Sousa

Prainha de Itacoatiara. Foto de Arquivo


Com a previsão de mais um fim de semana ensolarado, a Prefeitura anunciou a implantação de novas barreiras para reduzir o acesso de banhistas a praias oceânicas. Desta vez, os esforços para reduzir aglomerações serão concentrados nas entradas de Itaipu e Itacoatiara, apenas no sábado. Mas para o fim de semana seguinte, o município planeja uma megaoperação, que deve se estender por toda a orla da cidade.


Leia mais: Hospital Oceânico tem funcionamento prorrogado diante do agravamento da pandemia de Covid-19


As informações foram confirmadas durante a tradicional transmissão ao vivo da Prefeitura nas redes sociais. O Prefeito Axel Grael começou lembrando que desde dezembro o município tem feito "atividades de convencimento" da população sobre os riscos de aglomerações. Ele se referia às barreiras sanitárias retomadas em dezembro, quando o verão ainda não havia chegado ao auge.


Em seguida, Grael passou a palavra para o Secretário de Ordem Pública, Paulo Henrique, que fez os anúncios.


Veja também: Niterói vacinou 8,8% do público-alvo; Rio imunizou 29% no mesmo período


— Neste fim de semana, nós temos uma uma questão muito parecida com a semana passada, que é o Enem. No sábado, nós faremos barreiras em Itacoatiara em Itaipu. De maneira que a gente consiga, ir impedindo e controlando o fluxo para evitar aglomerações — explicou.


O Secretário adiantou, então, os planos para uma megaoperação na próxima semana, quando todo o efetivo estará disponível — depois de dois fins de semana de aplicação do Enem.


— Para a próxima semana, vários órgãos vão entrar em operação — disse. Faremos controle de acessos, com operações nos acesso às praias, operação de reboque, pontos de estacionamento, com restrição de determinadas áreas — garantiu, incluindo praias da Zona Sul, como Boa Viagem e Gragoatá, na lista de regiões que serão fiscalizadas pela Guarda Civil Municipal.


Caos no trânsito foi 'efeito do comportamento do cidadão'


No último fim de semana, a implantação da barreira sanitária na entrada de Camboinhas causou um nó no trânsito da Região Oceânica. O fluxo de motoristas impedidos de entrar no bairro causou congestionamentos quilométricos, e a fila de carros se estendeu pela Avenida Francisco da Cruz Nunes, na altura das concessionárias. O Secretário Paulo Henrique relembrou a situação, mas chamou o cidadão à responsabilidade.


— Claro que qualquer tipo de barreira causa retenção no trânsito. É efeito do comportamento do cidadão, que continua se deslocando às praias — considerou.


Paulo Henrique aconselhou, ainda, que as pessoas que forem à praia devem evitar os horários de fluxo e reduzir o tempo de permanência na orla, como forma de evitar os transtornos vistos na semana passada.




© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.