Lagoinha faz culto em uma tenda, em Piratininga

Igreja deixou prédio em Charitas e se estabeleceu em Piratininga, provisoriamente, enquanto constrói sede própria


"Noite de Glória". Este foi o apelo do culto que inaugurou no fim de semana o novo endereço da Igreja Lagoinha, uma a tenda em Piratininga. Na verdade, serão vários encontros, até quinta-feira, com inscrição feita previamente pelo site da igreja, para evitar aglomerações, em função da pandemia. Sempre com cuidados contra o coronavírus: medição de temperatura, uso de máscaras e transmissão pela web, pela Lagoinha TV, especialmente para idosos e fiéis que fazem parte de grupos de risco.


A igreja deixou a sede no bairro de Charitas e usará a tenda como um abrigo temporário, enquanto constrói o seu novo templo oficial, num terreno de 22 mil metros quadrados, em Piratininga.


A Igreja Lagoinha Niterói é liderada pelo casal Felippe e Mariana Valadão, que começaram com encontros religiosos em sua própria casa e, com o rápido crescimento de fiéis seguidores, se deslocaram, em 2013, para o bairro de Icaraí. Em 2015, porém, o constante crescimento da igreja fez com que o templo transferisse sua sede a Charitas, onde permaneceu até agora. Lá, a igreja costumava reunir até 4 mil pessoas semanalmente em seus encontros. No entanto, com a pandemia, o número de pessoas por culto foi bastante reduzido e será controlado, permitindo apenas a entrada de fiéis que tenham adquirido um voucher prévio.