Mais de 430 comerciantes de Niterói já foram multados na pandemia

Estabelecimentos que não cumprem protocolos sanitários são penalizados


Por Carolina Ribeiro


Prefeitura faz fiscalização em estabelecimentos de Niterói. Foto: Divulgação Prefeitura


Mais de 430 comerciantes e empresários de Niterói já foram multados por não cumprirem os protocolos sanitários de combate ao Covid-19, como prevê o Plano de Transição Para o novo Normal do município. As ações de fiscalização estão acontecendo constantemente para, além de conscientizar a população, impedir um novo boom de casos de coronavírus. Com as taxas de contágio diminuindo, a previsão é de que a mudança de nível do laranja para o amarelo 2 seja anunciada ainda neste fim de semana, permitindo maior flexibilização do isolamento já a partir da próxima segunda-feira (22).


De acordo com a prefeitura, desde que as ações sanitárias para o combate à Covid-19 entraram em vigor, o Departamento de Fiscalização de Posturas já multou 432 estabelecimentos comerciais, intimou 537 e notificou 763. Os bairros que mais receberam notificações e multas foram Centro e Icaraí. Ainda de acordo com o Poder Público, o órgão também orientou os comerciantes e notificou sobre os termos que deveriam ser cumpridos.


Parte das autuações da prefeitura foi antecipada pelo secretário de Ordem Pública, coronel Paulo Henrique de Moraes, em pronunciamento na noite desta quarta-feira (17). Entre as infrações, está a falta de termômetro para medir a temperatura de clientes e funcionários, assim como a presença de um funcionário para distribuir álcool em gel e medir a temperatura na porta do comércio. Além disso, a entrada de crianças de até 12 anos nos estabelecimentos, que está proibida, a falta de distanciamento entre os clientes e a presença de pessoas sem máscara também têm provocado multas.


- Queremos progredir mais. Para isso, aqueles que tiverem as suas atividades liberadas devem seguir todos os protocolos. Estamos fazendo fiscalizações e já são diversas autuações porque alguns empresários ainda não estão cumprindo a norma. É essencial que todos colaborem para achatar a curva - disse o secretário.


Além das normas citadas, o uso da máscara de proteção é obrigatório na cidade. Desde 21 de maio, quando foi iniciado o plano de transição, está prevista multa de R$ 180 para quem estiver na rua sem máscara. De acordo com o secretário, alguns moradores ainda insistem em não usar o item.


Durante o mesmo pronunciamento, o prefeito Rodrigo Neves foi enfático ao pedir que a população redobre os cuidados ao sair na rua, principalmente com o uso da máscara. Além disso, lembrou que o avanço de estágios e flexibilização do isolamento serão permitidos somente se Niterói continuar diminuindo a taxa de contágio da doença. Para este fim, Neves disse ainda que as empresas também precisam seguir os protocolos de segurança.


- No novo normal, temos que manter o hábito de ficar mais em casa e sair na rua apenas em questão de necessidade. Manter o distanciamento é essencial, ficar a dois metros de distância daqueles que não são do nosso núcleo familiar. A minha máscara te protege e a sua máscara me protege. A nossa máscara protege a cidade - afirmou.


Luiz Vieira, presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Niterói, ressaltou que a entidade está ciente das autuações e que tem reforçado a campanha de conscientização entre seus associados e comerciantes em geral. Vieira ponderou, contudo, que o termômetro digital infravermelho tem um valor elevado, principalmente durante a pandemia, e que, por isso, pequenos comerciantes estão com dificuldades.


- É de interesse de todos que as normas sejam cumpridas. Os índices controlados, que levam a mudança de cores e estágios, vão permitir que outros segmentos possam reabrir. Se não houver colaboração, pode ocorrer um retrocesso, e então comércios serão fechados novamente. A questão dos termômetros tem uma dificuldade, pois o preço subiu muito e fica caro para o pequeno comerciante. Já as lojas de médio e grande porte conseguem se adequar. Estamos conversando com a prefeitura para encontrar uma solução - adiantou.