Moradores de Niterói criticam falta de manutenção de praças públicas

Excesso de lixo, calçada esburacada e bueiros entupidos são algumas das queixas

Por Livia Figueiredo

Praça do Bumba, no Cubango / Foto: Gisa Gabriel


Enquanto a pandemia não acaba e atividades individuais ao ar livre são consideradas seguras, alguns dos espaços mais democráticos da cidade sofrem com o abandono. Moradores de Niterói reclamam da falta de manutenção das praças em diferentes regiões da cidade. Brinquedos mal conservados, bueiros entupidos e problemas no calçamento são algumas das queixas dos frequentadores.


— Todas as praças de Niterói estão maltratadas. Só salva o Campo de São Bento. A praça do antigo toboágua de Piratininga está um lixo, muito cocô de cachorro, lixo, calçada esburacada. Fora que não varrem as ruas transversais entre a praia e a Acúrcio Torres. Os bueiros estão cheios de lixo — afirma a moradora de Piratininga, Patícia Gurgel.


Moradores também citam garrafas pet, sacos plásticos e destacam a inconstância da limpeza das folhas mortas, que, quando venta, espalha tudo e, por consequência, acaba entupindo bueiros, contribuindo para os alagamentos recorrentes na cidade em dias de grande volume de chuva.


— As crianças não podem brincar porque os brinquedos estão em má conservação. Na Praça das Duas Irmãs, em Piratininga, cortam o excesso de grama, mas não recolhem. Quando venta espalha tudo. As ruas transversais à praia não são varridas há muito tempo. Os bueiros estão sempre com muito lixo. A pracinha histórica, em frente ao clube Gragoatá, está totalmente abandonada também, assim como todo o bairro, que é a própria história da cidade. Uma pena! — relatou Patrícia.

Praça das Duas Irmãs, em Piratininga / Foto: Patrícia Gurgel


Na Praça do Bumba, no Cubango, o cenário não é muito diferente. Lixo espalhado por tudo que é canto chama a atenção de quem passa pelo local. Uma moradora, que preferiu não se identificar diz que resolveu levar seu filho para cortar cabelo na segunda-feira (15), porém como a barbearia estava fechada, resolveu levá-lo na pracinha do Bumba para não ser viagem perdida e para que ele pudesse brincar um pouco. “Não consegui ficar nem 10 minutos com ele lá. Tudo imundo! Parece que há meses ninguém limpa. Que tristeza”, declarou.

Praça do Bumba, no Cubango / Foto: Gisa Gabriel


“O setor que cuida das praças é muito ruim, a Praça da Saudade, em Matapaca, encontra-se na mesma situação, mesmo após várias reclamações feitas no Colab”, manifestou uma pessoa na mesma publicação em um grupo de uma rede social.


“Essas latas de lixo não cabem nada. Hoje eu tirei lixo da praia de Piratininga tive que andar uns 500 metros para achar uma”, manifestou outro. “Pelo menos está aberta. Aqui em Piratininga a praça do descobrimento está fechada desde março do ano passado, sem motivo algum”, rebateu outro morador.


Após muitas reclamações, a Prefeitura de Niterói informou que uma equipe responsável esteve no local para a limpeza da praça. Em nota, a Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (Seconser) acrescentou que as praças citadas contam com limpeza, conservação e manutenção constante e permanente.