Mulher em busca do amor é tema de livro lançado por niteroiense

Em "Ana: O Amor Pelo Amor", Cris Pimentel conta a trajetória de uma personagem que ainda acredita na felicidade


Por Gabriel Gontijo

A autora Cris Pimentel com o livro "Ana: O Amor Pelo Amor". Foto: Lívia Oliveira de Andrade Morais


O que faz uma mulher enfrentar inúmeros sofrimentos, desilusões amorosas e frustrações profissionais e seguir em busca da felicidade? A certeza de que ainda vale a pena alcançar o amor. Esse é o propósito do livro "Ana: O Amor Pelo Amor", escrito pela autora Cris Pimentel.


A obra é o segundo volume que conta a história da personagem, uma pessoa marcada por muitas perdas, algumas dolorosas, mas com vontade de viver e ser feliz. No livro, ela tem 45 anos e sai em busca do sentimento de uma forma livre. Sem vinculá-lo a algo ou alguém específico.


- Ana sempre soube que felicidade não são fragmentos de alegria. Fragmento é para quem vive pela metade na vida, mas ela teve que aprender a ser forte diante das adversidades, e desde então entendeu que ninguém consegue viver sem o amor. Por isso que ela sai agora em busca desse amor tão desejado, seja ele como for. Por outro lado, ela aprende que há uma alegria no esquecimento de coisas ruins. É saudável e necessário - explica a autora.


Embora seja nascida em São José dos Campos, no interior paulista, Cris é moradora de Niterói há mais de 20 anos, com passagens por veículos de imprensa da cidade. Por esse vínculo que tem com a cidade, ela inscreveu a peça de teatro "Ana e a tal Felicidade" no edital do Prêmio Érika Ferreira e foi contemplada. O espetáculo deve estrear até setembro e é baseado no livro homônimo escrito pela autora, o primeiro que retrata a vida da personagem.


A autora explica que a intenção sempre foi "provocar reflexão sobre a melhor maneira de enfrentar as armadilhas que a vida coloca em nosso caminho". Por isso que ela fala de temas ligados à causa feminina "sem radicalismos e nem agressividade". Cris relembra em quais mulheres se inspirou para construir Ana.


- Gosto de mulheres femininas e fortes. É assim que as vejo, é dessa forma que eu sou, que minha mãe era, e que boa parte das mulheres com quem convivi e convivo são. Acho que por isso desde o primeiro livro minha personagem é como eu e como alguém que é próximo de mim e consequentemente dos meus leitores. Afinal, quem não conheceu uma "Ana" e quem não foi uma "Ana" em algum momento? - reflete Cris.


Lançado pela Sagarana Editora, "Ana: O Amor Pelo Amor" está à venda pelo e-mail da editora, contato@sagaranaeditora.com, com preço de R$ 38.