Niterói à beira mar, em tempos de pandemia

Banhista se distrai com a paisagem, a única pessoa na praia de Icaraí, alheia ao decreto que proíbe permanência na areia

Icaraí, 16/04/2021


Sexta-feira, meio dia, céu sem nuvens. É um dia quente de outono em Niterói, e a praia de Icaraí vazia causa até um estranhamento em quem passa pelo calçadão. Não fosse o decreto que restringe o acesso às areias, o cenário seria outro: altinha, campeonato de peteca, gente tomando banho de mar e passeando com o cachorro, com pé na areia - e máscara no queixo.


De chinelo, óculos e uma roupa bem leve, uma moça tomava seu sol no fim dessa manhã de sexta-feira, enquanto a cidade vive o pior momento da pandemia. Estava distraída com o celular, talvez curtindo a paisagem. Coube a um guarda municipal, com seu uniforme pesado, de camisa, calça e sapato fechado, caminhar pela areia quente para lembrar à banhista distraída o porquê de a praia estar vazia - e porquê ela precisava sair também.


Leia mais Niterói mantém restrições por mais uma semana

Icaraí, 16/04/2021