Niterói deve receber 1.400 doses da vacina da Pfizer na primeira remessa

Imunizantes já começaram a ser distribuídos pelo Ministério da Saúde, mas devem ficar concentrados nos grandes centros


Reprodução Agência Brasil


Do primeiro lote de 1 milhão de doses da vacina da Pfizer/BioNtech que chegaram ao Brasil na sexta-feira (30), 46.800 estão sendo enviadas para o Estado do Rio de Janeiro, sendo que 1.400 devem ser destinadas a Niterói. A distribuição começou a ser feita nesta segunda-feira pelo Ministério da Saúde.


Leia também: Dez perguntas e respostas sobre a vacinação em Niterói


Por necessitar de condições especiais de armazenamento, em refrigeradores de alta potência, as vacinas da Pfizer devem inicialmente ser distribuídas apenas para os grandes centros, onde há freezer com as especificações recomendadas pelos fabricantes do imunizante. É o caso de Niterói, que tem laboratórios com esse tipo de equipamento na UFF.


O Plano Nacional de Imunização (PNI) do Ministério vai distribuir primeiro metade das doses (499.590), reservando a outra metade para a segunda aplicação. Como a AstraZeneca (Fiocruz/Oxford) e a Coronavac (Butantan/Sinovac), os outros dois imunizantes disponíveis no Brasil, o da americana Pfizer também prevê uma segunda dose de reforço.


A vacina da Pfizer deve ser aplicada com um intervalo maior ou igual a 21 dias entre a D1 (primeira dose) e a D2 (a segunda dose), segundo o fabricante. O Ministério da Saúde, porém, está prevendo que a aplicação da segunda dose ocorra cerca de três meses após a primeira dose, como ocorre com a AstraZeneca. Segundo o MS, o intervalo maior já foi adotado no Reino Unido, com base em estudos científicos, por causa da falta de vacinas.


O contrato da farmacêutica Pfeizer com o governo brasileiro prevê 100 milhões de doses. O montante faz parte da proposta recusada pelo governo em meados de 2020, que previa começar a entregar as vacinas ainda em dezembro do ano passado, mas o país recursou várias ofertas do laboratório no ano passado.


A distribuição só começou nesta segunda-feira, apesar de a vacina ter chegado ao Brasil na sexta, a pedido de estados e municípios, que precisaram de mais tempo para organizar o armazenamento do imunizante, que precisa ser mantido em temperaturas baixas.



Veja como será a distribuição deste primeiro lote de vacinas da Pfeizer por estados


ESTADO


Rondônia 3.510

Acre 1.170

Amazonas 5.850

Roraima 1.170

Pará 14.040

Amapá 1.170

Tocantins 3.510


Maranhão 10.530

Piauí 5.850

Ceará 17.550

Rio Grande do Norte 7.020

Paraíba 8.190

Pernambuco 17.550

Alagoas 7.020

Sergipe 4.680


Bahia 26.910

Minas Gerais 50.310

Espírito Santo 10.530

Rio de Janeiro 46.800

São Paulo 135.720


Paraná 32.760

Santa Catarina 17.550

Rio Grande do Sul 32.760


Mato Grosso do Sul 7.020

Mato Grosso 7.020

Goiás 17.550

Distrito Federal 5.850


TOTAL 499.590

Fonte: Ministério da Saúde