Niterói fica de fora da nova remessa de vacinas da Pfizer

Maricá recebe primeiro carregamento do imunizante; em São Gonçalo, grávidas e puérperas também recebem a vacina americana

Vacinação em Niterói: sem Pfizer esta semana. Divulgação


O Rio de Janeiro recebeu, no começo desta semana, mais um carregamento com 54.990 doses da Pfizer, mas desta vez Niterói ficou de fora da divisão. Uma mudança nos critérios de distribuição do imunizante deu a outras cidades, como Maricá, a chance de aplicar a vacina.


Leia mais: Um nova escalada da Covid em Niterói? Veja os números que acendem o sinal de alerta


- Nesta etapa, a vacina da Pfizer será disponibilizada para 47 municípios que ainda não haviam sido contemplados anteriormente. Isso foi possível devido à mudança na orientação de armazenamento das doses e definido junto ao Conselho de Secretarias Municipais de Saúde do Estado do Rio de Janeiro (Cosems) - explicou o secretário de Estado de Saúde, Alexandre Chieppe, no comunicado sobre a nova remessa de vacinas


Com a decisão, Maricá fez a retirada da primeira remessa do imunizante, com 1.170 doses. São Gonçalo não informou se recebeu vacinas nessa última entrega, mas comunicou que grávidas e puérperas da cidade serão imunizadas dom Pfizer.


Niterói já havia sido contemplada nas duas entregas anteriores de remessas da vacina americana. A última delas ocorreu em 31 de maio. A chegada do imunizante à cidade, aliás, provocou uma corrida aos postos de vacinação onde ele estava sendo aplicado. Moradores passaram a procurar a vacina pelos altos índices de imunização e pelo fato de ser aceita pela maioria dos países em viagens.