Niterói precisará de mais de 150 mil doses para vacinar os idosos

Vacinação está abaixo de 5% da população com mais de 60 anos, o maior grupo nas prioridades do Ministério da Saúde, nesta etapa




Niterói tem, de acordo com o último censo, de 2010, uma população de idosos, com mais de 60 anos, de 83.536. Segundo a Prefeitura, até o momento, apenas 4.710 foram vacinados. Cerca de 5% deste grupo de prioridades. Numa conta simples - e que carrega alguma imprecisão, mas serve para dar a dimensão do problema -, falta vacinar 78.826 pessoas. Como a vacina tem duas doses, a cidade ainda precisa receber 157.652, apenas para os idosos. Isso mostra a lentidão do Plano de Imunização: na última entrega do Ministério da Saúde, a cidade recebeu 5.670 doses, que estão sendo aplicadas em idosos de 87 anos ou mais e devem durar até a segunda-feira (15).


Planejar a vacinação tem sido um desafio para a Secretaria de Saúde de Niterói, como de resto para todas as cidades brasileiras. Primeiro, pela dificuldade de conhecimento dos dados demográficos. Quantos são os profissionais de Saúde, quantos idosos, quantos indígenas e quilombolas, quantas pessoas internadas, acamadas, deficientes, que aparecem nas listas de prioridades? Depois, pela lentidão e incerteza que cerca a distribuição das vacinas pelo Ministério da Saúde.


O último censo do IBGE foi realizado em 2010. Por ele, a população de Niterói era, na época, de 487.562 moradores. O IBGE faz uma estimativa do crescimento da população, e por estes cálculos a população de Niterói hoje seria de 513.317 mil pessoas. Um aumento de 5,75 %, abaixo da media nacional, justamente pelo perfil da cidade, que tem uma população mais envelhecida.


No plano nacional e imunização, a vacinação com mais de 60 anos tem prioridade. E representa o maior grupo. A população de Niterói, neste sentido, é expressiva, maior do que a média brasileira. A cidade contava no censo com 42.605 moradores entre 60 e 69 anos. A população com mais de 70 somava 40.931. No total, 83.536 pessoas na fila de prioridades da vacinação. Um número que se seguir a tendência de crescimento da cidade por ser 5% maior e chegar perto de 90 mil pessoas.


Das 21.261 pessoas vacinadas até agora, 16.213 são profissionais de saúde. Os profissionais de saúde que atuam na linha de frente contra a Covid-19 os primeiros a serem vacinados em Niterói, já começaram, inclusive, a receber a segunda dose da vacina. Do total de vacinados, 4.034 são idosos; 676, idosos institucionalizados, 78 deficientes institucionalizados, 223 trabalhadores de Instituições de Longa Permanência e 37 Quilombolas.


Por estes números, dos 83.536 idosos de Niterói, 4.710 foram vacinados. A conta é imprecisa porque não se sabe exatamente qual seria o número atual, além de estimativas. Da mesma forma, no grupo de profissionais de saúde há também pessoas com mais de 60 anos, que não devem ser contadas duas vezes. Mas a matemática ajuda a avaliar em que momento da vacinação nós estamos. Falta vacinar 78.826 pessoas. Serão necessárias mais 157.652 novas doses da vacina.


Na previsão do Ministério da Saúde, a próxima remessa de vacinas para os estados e municípios só acontecerá no dia 23 de fevereiro, quando serão distribuídas 4,8 milhões de doses da Coronavac, envasadas no Instituto Butantan. Se a proporção das últimas entregas for mantida, Niterói pode receber de 20 mil novas doses. A distribuição de vacinas só deve se intensificar a partir de março, com a chegada de vacinas fornecidas pelo consórcio internacional Covax Facility e a entrada de produção da Fiocruz e do Instituto Butantan.