Vacinação em Niterói será retomada na quinta (11) para idosos de 88 anos

Atualizado: Fev 10

Município recebeu 5.670 doses de Coronavac e vai continuar imunização de idosos acima de 88 anos


Divulgação/Governo do Rio de Janeiro


Demorou, mas a vacina apareceu. Ainda a conta-gotas. A secretaria de Saúde do Estado do Rio começou a distribuir nesta terça-feira (9), 131.110 doses da vacina, além das reservadas para o reforço de quem tomou a primeira aplicação no mês passado. Niterói recebeu 5.670 novas doses e poderá retomar o programa de imunização, interrompido na segunda-feira com o com a falta de vacinas. Segundo a Prefeitura, idosos acima de 88 anos voltam a ser vacinados nesta quinta, dia 11. Mas ainda não há um calendário para idosos de menos de 88.


Leia mais: Niterói aplica segunda dose da Coronavac nesta quarta-feira


Os lotes destinados ao Rio de Janeiro, Niterói e São Gonçalo foram distribuídos no final da tarde de quarta, em caminhões. Maricá também terá a entrega por via terrestre, nesta quarta-feira (10). Na quinta-feira (10), helicópteros levarão as doses dos demais 88 municípios.


No último fim de semana, o Ministério da Saúde encaminhou para o Estado do Rio de Janeiro 282.200 doses da vacina, que ficaram armazenadas na câmara fria da Coordenadoria Geral de Armazenamento, no Barreto, em Niterói. Metade do lote será distribuída aos 92 municípios do estado para aplicação da primeira dose nos grupos prioritários. A outra metade do lote será enviada aos municípios dentro do prazo (21 dias) para a aplicação da segunda dose.


Público prioritário da primeira fase


A Secretaria Estadual de Saúde esclarece que a definição dos grupos prioritários para a primeira fase da vacinação contra a COVID-19 foi estabelecida pelo Programa Nacional de Imunizações. O Estado segue a recomendação do Ministério da Saúde, repassando as orientações aos municípios. Neste primeiro momento, foi definido um grupo prioritário composto por:


Veja também: Vacina acaba em Niterói, e idosos voltam para casa sem conseguir imunização

  • Profissionais da saúde que atuam na linha de frente no combate à Covid-19 e na vacinação;

  • Pessoas com 60 anos ou mais vivendo em abrigos ou asilos;

  • Pessoas maiores de 18 anos com deficiência institucionalizadas;

  • Trabalhadores dessas instituições;

  • Povos indígenas vivendo em terras indígenas.