Niterói respira sem aparelhos: ocupação de hospitais particulares por Covid cai pela metade

Lotação de quartos, que chegou a 93% em dezembro, caiu para 47% esta semana


Tensão em UTI com a ocupação de leitos por pacientes com Covid


O primeiro relatório do Sindicato dos Hospitais Particulares de Niterói (SINDHLESTE) sobre a ocupação de quartos e UTIs reservados para doentes de Covid na rede privada da cidade trouxe boas notícias. A taxa de ocupação dos quartos está, nesta quarta-feira (6), em 47 %, com 156 doentes internados. Na semana anterior, o número chegava a 72%. As vagas de UTI também registraram ocupação mais baixa, 61%, com 168 internados, contra 86% na semana anterior.


Leia também: Niterói tem novo recorde de contaminados por Covid


O resultado mostra uma diminuição da sobrecarga do sistema hospitalar, diante do aumento do número de casos que se verifica desde novembro, e que a Secretaria de Saúde apresenta como uma nova onda da doença e novo pico, que antes era em maio. O número de internações na rede do SUS permanece alto, com 175 pessoas hospitalizadas, em quartos ou UTIS, de acordo com o último boletim epidemiológico da Prefeitura, divulgado na terça-feira (5).


No pior momento da ocupação dos hospitais, no dia 15 de dezembro, a cidade tinha 262 quartos ocupados, 93% da ocupação dos leitos reservados para Covid. E 213 vagas de UTI ocupadas, 81% da reserva para Covid nos hospitais particulares. No total, 475 pessoas hospitalizadas, contra 326 atualmente.


O número de novos casos da doença continua alto. Na última semana epidemiológica do ano, a SE 53, foi registrada uma média de 200 novos casos de Covid por dia. Na última terça-feira (5), este número chegou a 300 em apenas 24 horas. Na mesma semana, foram 23 mortes.


Os feriados e as chuvas podem ter interferido na testagem e na comunicação dos dados. A avaliação dos indicadores nos próximos dias é que vai estabelecer a tendência da pandemia da doença na cidade.


A mesma tendência se verificou também em São Gonçalo. A taxa de leitos ocupados caiu de 46% para 37%. E a de UTIs de 87% para 61%. Apesar disto, São Gonçalo tem registrado mais de 10 mortes por dia.


O SINDHLESTE reporta os dados referentes ao seguintes hospitais:

Em Niterói

- HOSPITAL ICARAÍ

- CHN – COMPLEXO HOSPITALAR DE NITERÓI

- HOSPITAL NITERÓI D'OR

- HOSPITAL SANTA MARTHA

- HOSPITAL DE CLINÍCAS ALAMEDA

- CASA DE SAÚDE NOSSA SRA AUXILIADORA

- HOSPITAL E MATERNIDADE SÃO FRANCISCO

- CENTRO HOSPITAR ORTOPÉDICO SÃO LUCAS

- HOSPITAL SÃO LUCAS DE NITERÓI (ASSIM SAÚDE)

- HOSPITAL GERAL DO INGÁ

Em São Gonçalo

- HOSPITAL E CLÍNICA SÃO GONÇALO

- HOSPITAL SÃO JOSÉ DOS LÍRIOS

- HOSPITAL DO CORAÇÃO SAMCORDIS



© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.