Niterói volta a ter 13 mortos por semana; foram 489 novos casos de Covid

Depois de Icaraí e Fonseca, mais dois bairros passam de mil contaminados



Oito semanas. Dois meses inteiros. E Niterói permanece num “platô” elevado de registros de novos casos de Covid e mortes. Segundo os boletins diários da Prefeitura, computados pelo A Seguir Niterói, segundo a metodologia da OMS, por semanas epidemiológicas, foram 489 novos casos e 13 óbitos na última semana, conforme os dados divulgados neste sábado, 24. No total, a cidade soma 14.284 casos confirmados e 487 mortes.


Os números da quadragésima-terceira semana epidemiológica, registrados por data de notificação, são muito parecidos com os das últimas semanas, com pequenas oscilações. Na semana passada foram 537 casos e 12 mortes. Desde o início de setembro, o número de óbitos oscila entre 11, 12 e 13 - mas em cinco destas semanas houve 13 óbitos, como volta a acontecer agora.


A cidade permanece em Alerta Máximo Amarelo-2 há quatro meses, sem conseguir evoluir, apesar da melhora de indicadores como a taxa de ocupação dos leitos hospitalares, entre outros. Embora o Prefeito Rodrigo Neves divulgue pessoalmente ou por sua assessoria todos os dias o boletim da Vigilância da Covid, a Prefeitura usa outros dados na planilha que regula o estágio de alerta da cidade. No último boletim, reproduzido acima, aparecem 90 hospitalizados. Mas o número que aparece na planilha de monitoramento da Covid chega a 230, somando pacientes em leitos e UTIs, nas redes pública e privada. Nestes mapas divulgados semanalmente, sem tanta regularidade, os números de mortes têm sido regularmente menores do que os anunciados pelo Prefeito.


A Secretaria da Saúde costuma atribuir os registros a casos passados, considerando que, muitas vezes, a confirmação da doença só aparece algum tempo depois dos sintomas e óbitos. A longa permanência dos registros, no entanto, derruba essa alegação, apresentada pela primeira vez há quase dois meses.


O Comitê Científico de assessoramento da Prefeitura, formado por especialistas da UFF, UFRJ e Fiocruz, vem alertando que o coronavírus continua circulando na cidade e desaconselhou o Prefeito a retomar atividades como a volta às aulas. A Prefeitura tem autonomia na tomada de decisões e nas últimas semanas liberou uma série de atividades previstas apenas para um momento de maior controle da pandemia, com a música ao vivo nos bares até de madrugada e o funcionamento de cinemas, entre outras.


Com relação ao avanço da Covid nos bairros, com um total de 14.284 casos confirmados, Icaraí segue como o bairro com maior incidência da doença, 2.372 casos, seguido pelo Fonseca, com 1.452 casos - os dos bairros mais populosos da cidade. Mas esta semana, outros dois bairros passaram a marca de mil casos da doença: Barreto, com 1.059, e Santa Rosa, com 1.006. Outros bairros com registros importantes da Covid são: Centro, com 846 casos; Piratininga, 648; Itaipu, 579; e Ingá, com 553.


728x90.gif

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.