Prefeitura revoga licitação de obra em Piratininga e surpreende moradores

Projeto para Bairro Maralegre II foi suspenso; Emusa informou que reformas serão incluídas programa Região Oceânica Sustentável


Por Gabriel Gontijo

Foto: Divulgação


Aguardada por quem reside na região, as obras de urbanização previstas para o Bairro Maralegre II, em Piratininga, na Região Oceânica, foram suspensas pela Prefeitura de Niterói. O Executivo informou nesta quinta (11), no Diário Oficial, que a licitação por concorrência pública foi revogada por "questões operacionais e administrativas". A decisão surpreendeu moradores da área.


Procurada pelo A Seguir: Niterói, a líder comunitária Cláudia Fernandes afirmou que não sabia da suspensão da licitação. Indignada com a medida, ela contou que não recebeu aviso da Prefeitura e disse que já "brigou muito" para que a rua onde mora, José Ranzeiro, recebesse asfalto. Além disso, citou outros problemas crônicos da área.


- Aqui falta saneamento básico e esgoto, para início de conversa. A Rua Ernesto de Oliveira, a antiga 22, ficou 15 dias com água até a canela, e estava cheia de esgoto. E esse é um problema que acontece em outras vias do bairro. As ruas 29 e 31 sempre têm cano estourando - reclamou Cláudia.


Moradores reclamam que vazamento de esgoto é problema constante na região. Foto: Cláudia Fernandes


A reportagem contactou outro morador da região, que também afirmou não ter sido informado sobre a decisão da Prefeitura. Preferindo não ter o nome divulgado, ele explicou que "hoje (12) o pessoal da Prefeitura (Emusa) estava aqui na comunidade e eles não informaram nada disso".


Procurada pela reportagem, a Emusa respondeu "que será realizada licitação para o Maralegre 2 através do Programa Região Oceânica (PRO) Sustentável e da Cooperação Andina de Fomento (CAF). A expectativa é aumentar a abrangência com a inclusão de esgoto, água e regularização fundiária, além da urbanização com drenagem e pavimentação das vias".


Com o edital lançado em julho de 2020, a licitação foi concluída em outubro do ano passado. A empresa vencedora foi a Work Service e Construções. A previsão era de um investimento de R$ 17 milhões em obras de drenagem e pavimentação de 15 ruas do local. A reforma integrava um projeto do ano anterior, 2019, que incluía melhorias na infraestrutura das vias dos bairros Santo Antônio, Serra Grande e Engenho do Mato, todos na Região Oceânica.

© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.