Primeiro dia de restrições a bares e restaurantes foi tranquilo em Niterói

Maioria dos bares de Icaraí encerrou as atividades antes das 18h; na Gavião Peixoto com Mariz e Barros um único bar desrespeitava o decreto


Por Livia Figueiredo

O bar Cerol, na rua Tavares de Macedo, esquina com Álvares de Azevedo, de portas fechadas / Foto: Livia Figueiredo


O cenário era de se estanhar. Ruas que costumam ficar tomadas por bares cheios e pessoas conversando, comendo e bebendo na calçada, desrespeitando o distanciamento mínimo de 1,5m, se encontravam praticamente desertas. É que nesta segunda-feira, 8 de março, entrou em vigor o decreto municipal que proíbe o funcionamento de bares e restaurantes após 18h, publicado no Diário Oficial de sexta-feira (5). O objetivo é estabelecer medidas de restrições para conter a disseminação do coronavírus. O decreto vale por 15 dias, que pode se estender, dependendo do controle da situação.


Além do novo horário de funcionamento, bares e restaurantes terão que funcionar com taxa de ocupação de 50%, respeitando o distanciamento de 1,5m entre as mesas. Músicas ao vivo também estão proibidas.

Bar na Gavião Peixoto também vazio / Foto: Livia Figueiredo


Os bares que costumam ficar cheios no bairro de Icaraí, como o Cerol, na rua Tavares de Macedo, esquina com Álvares de Azevedo, o Friends na rua Presidente Backer e o Salve Aí na rua Gavião Peixoto com Mariz e Barros respeitavam as medidas impostas pelo município. Às 18h nenhum cliente era visto nos estabelecimentos.

O bar Salve Aí, na rua Gavião Peixoto funcionava apenas para delivery / Foto: Livia Figueiredo


No entanto, alguns bares insistiam em desrespeitar as medidas de contenção do coronavírus, como é o caso do Geraldinos, onde ficava o antigo Barkana, também na rua Gavião Peixoto, esquina com Mariz e Barros. Às 18h30 o bar ainda funcionava, contrariando o decreto municipal.

O Bar Geraldinos ainda funcionava às 18h30


Prefeitura adiou restrições por três dias


O decreto, que estabelece novo horário de funcionamento de bares e restaurantes, entraria em vigor na sexta, dia 6 de março, no entanto, após pressão de comerciantes e donos de estabelecimentos, a Prefeitura de Niterói optou por adiar as medidas de restrições dando três dias para que os comerciantes se adaptassem ao novo horário.


Leia também: Prefeitura de Niterói cede a bares e restaurantes e adia restrições para depois do fim de semana