Eleições 2020: candidatos a prefeito apresentam propostas para revitalizar o Centro

Proposta da CDL quer transformar salas comerciais em lofts; A Seguir: Niterói ouviu o que pensam prefeitáveis


Para onde ir? Centro ficou ainda mais esvaziado com a pandemia. Foto/reprodução internet


Voltado para a Baía de Guanabara e o Rio de Janeiro, o Centro de Niterói sofre processo de degradação e esvaziamento, agravado desde março pelos efeitos da pandemia de Covid-19. Trabalhadores em home office, movimento menor nas barcas e no terminal de ônibus, escritórios vazios e lojas fechadas. Diante desse cenário, o A Seguir: Niterói ouviu os principais candidatos a Prefeito de Niterói sobre uma proposta da Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL-Niterói): transformar salas comerciais vazias em pequenos flats residenciais.


Leia mais: Saiba quem são os candidatos a prefeito de Niterói


A mudança, com o objetivo de voltar a movimentar o Centro e ajudar na revitalização de área fundamental para a economia da cidade, depende de nova legislação, a ser debatida pela Câmara de Vereadores e a sociedade. Saiba o que pensam os candidatos a Prefeito sobre a ideia e o que pretendem fazer no Centro:


  • AXEL GRAEL (PDT):


“O estímulo à ocupação habitacional de prédios vazios na região central de Niterói já faz parte do meu plano de governo. A ação será implementada através da Lei do Retrofit, que permitirá transformar salas comerciais em imóveis residenciais. A proposta está incluída no plano de requalificação do Centro, que inclui ainda a implantação do projeto da Nova Praça Arariboia, Nova Concha Acústica e revitalização das avenidas Amaral Peixoto e Rio Branco. Vale lembrar que a região central da cidade também será beneficiada pelo Novo Mercado Municipal de Niterói, que será inaugurado ainda este ano e vai trazer uma nova perspectiva de desenvolvimento para a região”.


  • FELIPE PEIXOTO (PSD):


“Essa proposta vai de encontro com o nosso plano de governo, que prevê a revitalização de todo o Centro, para assim trazer empreendimentos imobiliários, em especial, os residenciais. Reafirmo nosso compromisso com o Centro da cidade, área muito importante para a economia niteroiense, mas que vem sendo abandonada pela atual gestão. O Centro é uma região bonita e com localização estratégica, e precisa muito ser revigorado. E vamos revitalizar a área, acabando com a sujeira, investindo e incentivando o comércio e novas moradias. E mais: vamos transformar a região num polo cultural de Niterói, criando um Centro de Convenções Municipais no Caminho Niemeyer para receber atrações do turismo de negócios, e explorando ao máximo sua história e a alta concentração de atividades acadêmicas e equipamentos culturais do bairro. Vamos também rever a operacionalização da Transoceânica e auditar as irregularidades desta obra, estendendo seu destino final ao Terminal João Goulart, levando a faixa exclusiva do BRS de Charitas até o Centro”.


  • FLÁVIO SERAFINI (PSOL):


“Apoiamos o estímulo à ocupação residencial do Centro, pois é uma área com infraestrutura consolidada, serviços e ao mesmo tempo imóveis vazios e ociosos. A ideia converge com o que propomos, mas essas transformações devem se adequar à legislação edilícia. Por exemplo, respeitar metragens mínimas. O Centro de Niterói tem muitos imóveis vazios e propomos utilizar os instrumentos do Estatuto das Cidades para estimular que se cumpra a função social dos imóveis, estimulando o uso residencial, inclusive de perfil popular. Com essa ocupação, vamos atrair também uma ocupação de outros serviços para atender este público e assim dinamizar economicamente o Centro. E com a crise que enfrentamos, temos que ter uma política de estímulo à atividade econômica e manutenção dos empregos”.


  • JULIANA BENÍCIO (NOVO):


“Já nos posicionamos quanto a isso no nosso plano de Governo. Vamos eliminar o zoneamento que restringe áreas residenciais e comerciais. Essas restrições inibem pequenos negócios, diminuem as transações imobiliárias e aumentam os custos de transporte das empresas e dos seus empregados, pois fazem com que as pessoas trabalhem longe das suas residências. Além da proposta de liberar que lojas se tornem moradia, temos outras propostas que ajudarão a revitalizar nosso Centro, que precisa de um choque de zeladoria. As condições mínimas de zeladoria não são cumpridas na principal área de negócios da cidade, mostrando que temos um governo que pouco se importa com a iniciativa privada. Atuaremos, principalmente, nessas ações: iluminar melhor as calçadas, incentivando os donos de loja a deixarem suas vitrines ligadas (mediante desconto no IPTU); acabar com a multiplicação dos fios pendurados nos postes que muitas vezes tampam as fachadas dos comércios; investir em limpeza urbana; e a segurança também é um ponto importante para essa mudança. Depois das 18hs o Centro de Niterói vira um ambiente promiscuo e abandonado. Vamos fazer patrulhamento ostensivo para além do horário comercial, das 6h da manhã às 24hs. No que tange ao comércio ambulante, temos ciência que este segmento tem especial importância para geração de emprego e renda na cidade no cenário pós pandemia. Vamos iniciar um diálogo com os ambulantes não licenciados e definiremos melhor seus pontos de atuação. Hoje eles atuam de forma desordenada e ilegal”.


Os candidatos Deuler da Rocha (PSL) e Allan Lyra (PTC) também foram procurados, mas não responderam.



© 2020. A Seguir Niterói. Todos os direitos reservados. Site por Grazy Eckert e João Marcos Latgé.