Região Metropolitana do Rio entra em emergência

Prefeituras do Rio, de Niterói e São Gonçalo, entre outras, vão fazer ação conjunta para combater a Covid-19


O Prefeito de Niterói, em live, ainda não recuperado da Covid: situação da Região Metropolitana é complexa. Foto: Reprodução da internet


Os números assustam. O Brasil passou de 6 milhões de casos confirmados de Covid - 6 milhões e 71 mil casos. Já são 169.183 óbitos no país. No Rio, 338.668 casos; 22.028 mortes - 13 mil mil delas na cidade do Rio de Janeiro. O Rio está com 92% de seus leitos de UTI ocupados. Em São Gonçalo, praticamente não há UTIs disponíveis na rede pública.


Os números foram apresentados pelo Prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, ao alertar que a realidade da Região Metropolitana na qual a cidade está inserida, é "bastante complexa" no momento. Ele considera a situação de Niterói melhor que a dos vizinhos, apesar de reconhecer o aumento recente de casos e internações. Niterói tem 16.580 casos registrados desde o início da doença e 513 mortos.


-A situação de Niterói é melhor, diante dos 92% de ocupação hospitalar no Rio e 100% em São Gonçalo. A situação do Rio é preocupante, mas a de São Gonçalo é ainda pior. Niterói tem uma ocupação menor da sua rede, 39%. Mas isso não é motivo para descuidar, porque há, como comentei na semana passada, um aumento de casos da doença - disse Rodrigo Neves.


O Prefeito, que ainda não se recuperou da Covid e desde o domingo está com pneumonia, com o comprometimento dos pulmões, reconhece que os indicadores da Covid aumentaram nos últimos 15 dias. Disse que Niterói tem hoje 111 pessoas hospitalizadas e 158 em isolamento domiciliar. E que, além disso, a cidade está recebendo doentes de cidades vizinhas, do Rio de Janeiro e da baixada, especialmente nos hospitais particulares.


-Hoje eu conversei com o governador do estado, Claudio Castro, e amanhã vai acontecer uma reunião com alguns secretários da Região Metropolitana, especialmente do Rio de Janeiro, da Baixada, de São Gonçalo, Itaboraí... Niterói. O Secretário de Saúde de Niterói, Rodrigo Oliveira, estará presente com o propósito de se ampliar as ações de fiscalização de protocolos para a prevenção em toda a Região - sustentou Rodrigo Neves.


Ele disse ainda que o Governador pediu apoio para a cidade de São Gonçalo, "sobretudo em relação a leitos hospitalares." A Prefeitura de Niterói estuda a forma de socorrer o município vizinho sem comprometer o atendimento na cidade. "Estamos ajudando - continuou o Prefeito -, não vamos deixar de socorrer São Gonçalo."


O Prefeito Rodrigo Neves anunciou que Niterói vai intensificar a sanitização da cidade, a distribuição de máscaras e a fiscalização dos protocolos no comércio e nas ruas. Anunciou também a compra, em caráter de emergência, de mais 40 mil testes de Covid, depois de terem sido aplicados já 130 mil testes.


-Niterói tem maior programa de testagem e rastreamento de contaminados... Em Niterói já fizemos mais de 130 mil testes, isso é importante para manter o rastreamento... Então, autorizei a contratação de mais 40 mil testes, vamos chegar a quase 200 mil testes. Na próxima quarta-feira já teremos estes testes e vamos retomar com força o programa de testagem, porque a testagem é o mecanismo mais eficiente de rastreamento e combate ao coronavírus.


Finalmente, dirigiu um apelo aos moradores de Niterói e também das cidades vizinhas, especialmente do Rio e de São Gonçalo:


-Sigam as orientações quanto ao uso de máscara, isolamento social e com a lavagem das mãos várias vezes ao dia. É importante que as nossas empresas e o nosso comércio também não relaxem no controle da pandemia para que não haja em Niterói o que a gente está vendo nas cidades vizinhas, especialmente São Gonçalo, com a reedição de medidas de isolamento.